[Resenha] Confissões - Kanae Minato

Título: Confissões 
Subtítulo: Seus alunos mataram sua filha. Agora ela quer vingança
Gênero: Ficção | Suspense | Drama | Mistério
Autor(a): Kanae Minato
Editora: Vestígio 
Páginas: 176
Ano: 2017 


Sinopse:

O mundo da professora Yuko Moriguchi girava em torno da pequena Manami, uma garotinha de 4 anos apaixonada por coelhinhos. Agora, após um terrível acontecimento que tirou a vida de sua filha, Moriguchi decide pedir demissão.

Antes, porém, ela tem uma última lição para seus pupilos. A professora revela que sua filha não foi vítima de um acidente, como se pensava: dois alunos são os culpados. Sua aula derradeira irá desencadear uma trama diabólica de vingança. Narrado em vozes alternadas e com reviravoltas inesperadas, Confissões explora os limites da punição, misturando suspense, drama, desespero e violência de forma honesta e brutal, culminando num confronto angustiante entre professora e aluno que irá colocar os ocupantes de uma escola inteira em perigo.

Com uma escrita direta, elegante e assustadora, Kanae Minato mostra por que é considerada a rainha dos thrillers no Japão.

Você nunca mais vai olhar para uma sala de aula da mesma maneira. 


Confissões 
é o tipo de livro que já te pega pela chamada, o que esperar de uma professora que sabe que sua filha foi assassinada por 2 de seus alunos? Mas nem de longe você imagina a trama, a idade dos assassinos, os motivos por trás da morte, e tudo isso quando descoberto gera um grau de escândalo bem maior do que o esperado.

"Os pais imploram e só faltam ajoelhar para que os filhos estudem, comam ou o que for. Talvez por isso os filhos demonstrem tão pouco respeito pelos pais e falem com os adultos no mesmo tom que usam para conversar com seus colegas."



A vida da professora Yuko Moriguchi girava em torno de sua filha, a pequena Manami e sua carreira. Mãe solteira, ela fazia de tudo pela filha, até que a pequena morre em um suposto acidente na escola em que Yuko leciona. Abatida e destruída, a professora resolve pedir demissão e seguir com sua vida afastada do local onde criou e viu sua filha morrer, mas antes disso ela tem uma última lição para dar aos seus alunos.


Ela sempre foi uma professora exemplar que respeitava seus alunos e mostrava, o que o ser humano podia ter de melhor, ensinava os alunos como adultos e não como meras crianças, apresentava e exigia o respeito que se é esperado de uma sociedade, e hoje a lição não seria diferente, apenas um pouco mais densa.

No seu último dia, a professora revela que a morte da filha não foi acidental, e que a garota foi assassinada por dois alunos da classe, usando códigos para explicar a situação, Yuko deixa que os próprios alunos descubram a identidade dos assassinos.

Depois da revelação da professora, uma trama de vingança e acontecimentos se desenrola, a trama se torna pesada e a narrativa se torna intensa. Os capítulos são revezados entre alguns dos alunos que estão diretamente ligados ao crime.

Com uma escrita coerente e deliciosa, a autora nos joga no meio dessa trama de tirar o fôlego onde nada é o que parece. E através de olhos infantis ela nos mostra do que o ser humano é capaz quando se sente ameaçado, e ou, acredita que pode se tornar a justiça.

"Acho que todo mundo quer ser reconhecido pelo que fez; todo mundo deseja ser elogiado. Mas fazer algo bom ou notável não é fácil. É muito mais fácil condenarmos alguém por ter feito algo errado do que nós mesmos fazermos a coisa certa."


O enredo é surpreendente e de forma alguma consegui antecipar o final que foi dado pela autora com maestria, uma lição limpa e digna da intensidade da obra.
Uma obra de suspense complexa e carregada de tensão, que lhe deixará grudado até que a última página se vire. Com uma edição muito bacana, o livro é curto, e chega a ser inacreditável que uma história tão incrível possa ser contada em tão poucas paginas. A editora Vestigio fez um trabalho expecional, diagramação simples e revisão impecável, uma obra que merece estar na estante dos amadores de suspense em geral.

A edição da editora Vestígio foi muito bem produzida, a capa representa muito bem o enredo, a diagramação é simples e proporciona uma leitura confortável, revisão impecável. O livro é bem fininho, isso aliado a escrita da autora, faz com que a leitura comece e acabe em um piscar de olhos.

Livro mais que recomendado para que ama Thrillers, a autora é considerada a mestre do gênero na Coreia e fico ansiosa imaginando se terei o prazer de degustar mais obras da mesma, já que a experiência foi mais que satisfatória.

Depois de ler o livro, descobri que a obra possui um longa já produzido, sendo assim o mesmo vai para a lista de filmes para assistir, e espero imensamente que ele faça jus à obra original.
 

2 comentários:

  1. Estou começando a me aventurar agora pelo mundo dos thrillers e a sua resenha me deixou bem animada para ler Confissões. E fiquei mais animada ainda porque vai ter um longo né. Obrigada pela dica <3

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Tudo bom?
    Nossa fiquei aqui vidrada na sua resenha. Eu imagino como ela se sentiu sabendo que dois de seus alunos assassinaram sua filha. Fiquei aqui me perguntando quais seriam e os motivos.
    É ótimo quando o livro nos prende ao ponto de não descobrirmos as coisas logo de cara.
    Excelente resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.