Momento Desabafo - Por que você lê?





A cada dia que passa, tomo para mim a concepção de que as pessoas estão regredindo, preconceito solto e atirado à torto e a direita. Acho lindo lutar por direitos, mas acho horrível esquecer onde começa o seu dever e onde fica o respeito do próximo.

Quando iniciei no mundo literário, não sabia que parcerias existiam, e quando descobri fiquei eufórica, mas conforme os anos vão passando vou ficando calejada da vida... Essa semana dois acontecimentos me levaram a refletir sobre esse meio e sobre o mundo.

Não vou citar os casos porque não é segredo para ninguém, mas fico me perguntando porque as pessoas leem? Quer dizer, muitos leitores surgiram depois da explosão de A Culpa é das Estrelas, e acho isso lindo! Eu amo ler, amo sair do meu mundo e viajar por outros, fugir da realidade cruel da vida e até aprender algumas lições sobre, porém, não leio para ser culta e nem para ter seguidores. Seguidores são ótimos, aumentam nossa auto-estima e nos mantém, mas não são só isso, nesses 6 anos de blog, fiz amizades sinceras, pessoas que gostam do mesmo que eu que se tornaram parte da minha família, e isso é o que vou levar para vida, quando morrer os livros vão ficar aqui, na terra.

As pessoas hoje disputam por números e não por qualidade, as pessoa hoje vivem na defensiva achando que tudo e todos estão contra elas, e não é bem assim que a banda toca!! Ofender, disseminar rancor e ódio não são de forma alguma a forma correta de levar a vida, e isso me entristece. Pessoas julgando aquilo que não leram, aquilo que não conhecem ou até mesmo julgando a honestidade porque não sabe mais lidar com ela.

O mundo esta cheio de leitores, e cada dia mais blogs e mais instagrammers e mais youtubers aparecem e sejam todos bem vindos!!! Tem espaço para todos vocês, mas a minha pergunta é... Por que você lê? Por que criou uma rede social para compartilhar suas leituras? Por que deseja amigos sinceros? Por quer compartilhar sua opinião? por que quer indicar seu livro favorito? Ou porque viu que se você tiver sorte, for engajado, tiver inúmeros seguidores conquistados de inúmeras formas, será famoso? Ganhará dinheiro? Ganhará livros?

Os velhos blogueiros vão me entender, aqueles que criaram seus blogs sem intenção, que gastavam seu rico dinheiro em livros, e que com suor chegaram ao topo entenderão, e se você lê porque gosta, não porque esta na moda, então você também vai me entender.

Tudo na vida tem o momento da moda, e infelizmente nos encontramos no momento ler é moda, ser culto dá status!!
Isso é só um desabafo de quem leu a série vagalume, viu a literatura desabrochar, apoia leitores nacionais sem pedir nada e troca e se arrisca com livros que não fazem seu estilo para entender o que o autor esta querendo passar antes de apontar o dedo e julgar.

Gostaria que o mundo ficasse melhor e não pior, gostaria que fossemos amigos e não inimigos de guerra em luta onde quem impõem as regras são quem precisam de nós, mas isso é só o que eu gostaria, e eu? Eu sou apenas uma leitora e blogueira que faz o que ama.

Texto criando em um momento de desabafo entre amigos! 


2 comentários:

  1. Amei seu texto, flor!

    Eu concordo com você. Costumo sempre dizer isso: quanto mais o mundo "evolui" mais os seres humanos regridem. A raça humana já me decepcionou tanto que não crio mais expectativas, sabe? Já sei que somos capazes de tudo. E insistimos em mostrar ao mundo o nosso pior.

    As coisas estão bem assim. Todo mundo só quer saber de seus direitos. "Ah, tenho direito a isso e aquilo!" Mas não param para pensar que os outros também possuem direitos e merecem ser respeitados. As pessoas protestam por seus direitos, em todo canto, mas sapateiam em cima dos direitos dos outros e assim, na minha opinião, acabam perdendo toda a razão. Falta respeito nesse mundo. Consideração pelo próximo. É preciso pensar com menos egoísmo e olhar mais ao redor, refletir antes de dizer ou fazer alguma coisa. Mas quem faz isso? Os seres humanos mesmo transformam o mundo num caos e depois reclamam.

    Quanto ao mundo literário: plagiando a mim mesma (pois comentei isso no facebook): Eu sinto falta do passado, sabe? A blogosfera literária era bem melhor no início. É triste ver que até mesmo no mundo da Literatura está prevalecendo o interesse. Eu leio porque amo. Porque nem posso imaginar minha vida sem livros. Gosto de ter amizade com as pessoas que leem minhas resenhas. Elas não são números para mim. São pessoas que pararam para ler o que escrevi, que gastaram seu tempo para comentar. Elas merecem respeito e consideração.

    Eu lembro com muita saudade de quando "encontrei" a blogosfera. Era tão jovem e perdida ainda. Não fazia muita ideia do que era um blog literário. Era apaixonada por livros e naquele ano (2010) tinha resolvido criar um blog como uma forma de fuga, de refúgio. O criei sem ideia de como o fazia e nunca poderia imaginar quantas pessoas maravilhosas conheceria através dele. Naquele mesmo ano conheci amigas incríveis que fazem parte da minha vida até. Nunca tive intenção de tornar o meu blog "famoso". Sempre o tratei como o meu cantinho querido, onde digo o que quero, escrevo resenhas apaixonadas ou furiosas a depender do livro e faço amizades. Cada leitor para mim é especial. Como eu disse, não são números, mas pessoas.

    O Emoções à Flor da Pele (título que combina muito comigo, pois sou bem emotiva.rsrsrs) não tem muitos seguidores (não para o padrão que a blogosfera estabelece), mas é o meu espaço amado. Tenho orgulho dele por refletir quem sou, por ser parte de mim, por eu jamais ter perdido a minha essência. No dia em que eu parar de enxergar as pessoas como pessoas e passar a vê-las como números então encerrarei o blog para sempre. Mas sei que isso nunca vai acontecer. :)

    Uma coisa interessante que lembro com muito carinho e diversão é que minhas duas melhores amigas eu conheci em 2010 através do meu blog. Mas uma delas não comentava no blog. Ela entrou em contato comigo por e-mail. Começamos a conversar sobre os livros e conforme o tempo foi passando e a confiança foi surgindo, as conversas foram ficando mais profundas até que a amizade surgiu e se tornou duradoura. Quando ela lia uma resenha minha e queria comentar era por e-mail.kkkkkkk... E sempre apreciei isso. Não tem preço, sabe? As amizades que fazemos através da blogosfera. As coisas podem estar diferentes hoje em dia no mundo literário, mas sempre recordarei com um sorriso no rosto tudo de bom que esse mundo me trouxe. :)

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!!! Linda! Fico tão feliz quando vejo seus comentários por aqui!!!
      Pois é amiga, o paraíso foi criado em 2012 e na época eu também não sabia nada de nada do mundo, mas era meu cantinho. E graças a ele também fiz amizades incríveis e que sei que vão perpetuar pro resto da vida. Não vou mentir, às vezes fico baqueada, porque afinal damos o sangue, mas enfim, às vezes preciso de uns choques de realidade pra me lembrar porque ele foi aberto.

      Bjs

      Excluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.