[Resenha] Nós Dois - Andy Jones

Título: Nós Dois 
Autora: Andy Jones
Gênero: Romance
Editora: Suma das Letras 
Páginas: 288
Ano: 2016

Sinopse:
Durante dezenove dias, Fisher e Ivy vivem uma relação idílica e são praticamente inseparáveis. É claro que os dois sabem que estão destinados a ficar juntos para sempre, e o fato de se conhecerem tão pouco é apenas um detalhe. Nos doze meses seguintes, período em que suas vidas mudam radicalmente, Fisher e Ivy percebem que se apaixonar é uma coisa, mas manter uma relação é algo completamente diferente. “Nós dois” é um romance honesto e emocionante sobre a vida, o amor e a importância de dar valor a ambos.



Olá 
pessoal tudo bem?

Porque se apaixonar é fácil, difícil é o que vem depois. Não preciso nem dizer que foi essa frase que me deu ânimo para ler esse lindo romance. E posso dizer que nunca vi uma historia fictícia tão real como essa que vou contar agora para vocês .

Fisher e Ivy trabalham no ramo de publicidade, e depois que se conhecem vivem uma paixão avassaladora por 19 dias, tempo suficiente para terem certeza que o que sentem um pelo outro não é uma simples paixão, é um sentimento que vai, além disso. 


Apesar do sentimento intenso entre os dois, eles mal se conheciam, tudo aconteceu muito rápido e eles não se importavam com o fato de não saberem muito um do outro, o importante mesmo, era o sentimento e a forma que eles faziam amor. 

Fisher vai apresentar Ivy para o pai, mas durante a estadia ela demonstra um comportamento estranho, e quando enfim eles voltam para casa, é como se a relação deles tivesse mudado da água para o vinho, apesar de o sentimento continuar forte, algo se rompeu naquela viagem, ou talvez apenas a bolha da paixão tenha estourado e enfim eles tenha caído na normalidade.


‘‘Obviamente, nos cinco dias desde que voltamos da casa do meu pai, ficou nítido que alguma coisa estava errada, mas, na pior das hipóteses, meu pessimista interior imaginou que perderia Ivy, (…)”

Dias depois Ivy descobre que esta gravida, e isso muda radicalmente a vida do casal, pois apesar de quererem o bebê a novidade é assustadora, e da noite para o dia, um casal que mal se conheciam terão que dividir a responsabilidade de formar e estruturar uma família. E as novidades não acabam por ai, tem outras surpresas no decorrer da historia.

Fisher passa algum tempo com seu amigo El, que é portador de uma doença degenerativa, o mal de Huntington, doença essa que dificulta a fala e os movimentos do amigo, fazendo com que El dependa de alguém para praticamente tudo. Porém a amizade entre os dois é tão forte, que Fisher se preocupa sempre eu passar um tempo com amigo, dando assim um pouco de descanso para Phill, namorado de El que cuida dele o tempo todo.

“Nós dois”, não é um livro qualquer, ele conta uma história verdadeira, e descreve o relacionamento como realmente é, nada de invenções ou criações, e sim como realmente funciona na vida real, afinal no começo de um relacionamento é tudo um mar de rosas, mas com o passar do tempo percebemos que as rosas tem muitos espinhos.

A leitura é tranquila, mas em alguns momentos achei cansativa e repetitiva, o que me levou a arrastar a leitura por um tempo, o livro é todo narrado por Fisher, e apesar dele ser bem real e seus pensamentos serem bem masculinos, ele também é confuso e as vezes divaga tanto em suas ideias que chega a tornar tudo meio excêntrico. Ele de forma algum é como os personagens masculinos aos quais estamos acostumadas a conhecer em livros, onde o enredo é narrado pela eu masculino, Fisher é sincero e maluco, o que torna tudo um pouco mais delicioso.


Nesse enredo perfeito, Andy aborda temas complexos e tristes, pesados e até alguns leves que nos faz rever os conceitos da vida. A relação de Fisher, El e Phil é  linda e tocante, imaginar assistir um amigo antes saudável definhar até a morte não é uma linda visão, mas ver o amor deles é o que realmente vale a pena. Toda a loucura da relação de Fisher e Ivy é composta por fatos que são reais e que acontecem no dia a dia, mas forma como eles se desdobram e aprendem juntos é linda e inspiradora.

Nessa obra, a autora nos apresenta várias formas de amor, entre iguais, entre diferentes, amor de amigo, amor de mãe e de pai... Um livro lindo com uma história linda e tocante, daquelas que a última página vem acompanhada de um suspiro e o sentimento de perda.


“Não se esforcem demais tentando ser um casal perfeito, meu amor. Não fiquem se metendo na vida um do outro, não tenham medo de discutir, de calar a boca ou de contar umas mentirinhas bobas ...”

Apesar da história ser linda e apaixonante, e só agora conseguir entender o motivo da arte da capa, sou obrigada a dizer  que o material escolhido para produzir a capa foi uma péssima escolha, não sei o que acontece, mas o material parece um sugador de sujeira ambulante, e por mais que eu tenha o tratado com o maior amor do mundo, foi inevitável, ao finalizar a leitura ele estava encardido. A revisão esta regular e a diagramação esta bacana, o padrão.


“O nunca dura muito mais do que o para sempre ...”

Um livro que deve e merece ser lido, não só pela sua história, mas pela lição imposta pelos personagens, pelas mensagens de amor e afeto escondida através dos diálogos. Com certeza um dos mais tocantes lidos do ano.


   

20 comentários:

  1. Olá! Não conhecia esse livro, mas achei interessante. A sinopse não me atraiu muito, porque não tenho o hábito de ler romances, mas sua resenha me deixou curiosa, por se tratar de um romance bem real, nada perfeito e fantasioso como costuma ser, além de tratar de diferentes tipos de amor. Gostei da dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado, eu amo romance, e esse não foi diferente rs

      Excluir
  2. Oii, faz muito tempo que não leio um romance. Sua resenha me deu vontade de voltar a ler. Adorei a forma como escreveu. Parabéns pela resenha! Vou ver se coloco o livro na meta de 2017. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carine fico feliz por ter gostado dá resenha, leia sim em 2017, não vai se arrepender 😉

      Excluir
  3. Mesmo pra mim , que não leio muito romance, achei a frase chamativa do livro muito legal. Realmente, o mais difícil vem depois. É tão difícil que muitas vezes o casal nem deixa o depois chegar. A capa me faz lembrar romances adolescentes, e pena que o material atrai poeira, tb detesto livros sujos. Gostei da história, da premissa e de como Andy parece ter escrito sob a ótica de Fisher. Vou dar uma procurada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, e por ser uma história realista que me conquistou tanto 😉

      Excluir
  4. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas gostei muito da premissa, já está na minha lista. E sobre as capas sujarem, eu entendo bem, sempre levo um na mochila e por mais que eu proteja, ele está lá, com alguma mancha. Mas é comum entre nós leitores, infelizmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Kah, muito triste o material q eles usaram na capa, suja com muita facilidade msm, foi até o coração rs

      Excluir
  5. Olá! Achei interessante a premissa do livro, e gostei de saber que o relacionamento mostrado no livro é perto do real, o leitor se identifica mais. Mesmo com sua ressalva em relação a leitura, fiquei curiosa para ler. beijos!

    ResponderExcluir
  6. Como é bom ler livros assim, com a história linda e apaixonante. A Literatura é coisa séria, verdade, e os elementos de um texto devem ser bem trabalhados etc e tal. Mas, a arte existe pra gente sonhar, esquecer um pouco dos problemas da vida e por isso esse tipo de romance água com açúcar são necessários.

    Gostei da sua resenha, abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Alessandro, essas leituras são essenciais sz

      Excluir
  7. Que otimoooo gosto de livro assim, apaixonante. Adorei a capa já de início e tua resenha ta show. Parabens

    ResponderExcluir
  8. Tive a impressão de que a gravidez foi meio relâmpago, mas acontece... Rs... Realmente, o difícil em um relacionamento é mantê-lo, achei legal o livro mostrar isso. Deve dar até dor no coração acompanhar a história desse personagem com doença de Huntington. Fiquei com receio dessa revisão regular, erros me incomodam muito. E pena que escolheram um material tão ruim para a capa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Jun, a gravidez não foi nada planejada, mas o decorrer dá história é emocionante sz

      Excluir
  9. Oii, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas sua resenha me deu muita vontade de ler. Parece aqueles livros que te fazem chorar, e detesto isso. Por outro lado, gosto de livros que são reais sabe? Que podem existir mesmo.
    Adorei a resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, sou suspeita pra falar porque amo livros que me fazem chorar RS. Inclui esse livro naxsua lista de 2017 😉

      Excluir
  10. Oii.. Tudo bem?
    Eu nunca ouvi falar da obra, mas me interessei justamente por mostrar o lado real de um relacionamento e não a perfeição literária. Achei interessante o fato de ser narrado por um homem e da forma como um homem realmente pensa e não como as autoras acham que eles pensam.. Hahaha
    Gostei da resenha. Obrigada pela dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi Thaís!
    Adorei o enredo desse livro, principalmente porque ele o mostra o relacionamento depois, quando a rotina começa a enfraquecer os laços. Quero ler, com certeza.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.