Amante Liberto #05 || J.R Ward

Amante Liberto - Livro 05 || Irmandade da Adaga Negra #05 || Fantasia , Sobrenatural , Erótico , Romance || J. R. Ward || 525 || 2011 || Universo dos Livros 


Sinopse:
Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, a guerra explode entre vampiros e seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. O coração gelado de um predador será aquecido mesmo contra a sua vontade... Destemido e brilhante, Vishous, filho de Bloodletter, possui uma maldição destrutiva e a capacidade assustadora de prever o futuro. Criado no campo de guerra de seu pai, ele sofreu maus tratos e abusos físicos e psicológicos. Membro da Irmandade, ele não se interessa por amor nem emoção, apenas pela batalha com a Sociedade Redutora. Mas, quando uma lesão mortal faz com que fique sob os cuidados de uma cirurgiã humana, a Dra. Jane Whitcomb, ele é levado a revelar a dor que esconde e a experimentar o verdadeiro prazer de pela primeira vez... Até que o destino, que V. não escolheu, o leva para um futuro do qual Jane não faz parte.


Nesse livro vamos conhecer a história de Vishous filho de Bloodletter um dos guerreiros mais temidos do velho mundo. Quando criança V foi criado por seu pai em um campo de batalha onde os homens eram terrivelmente humilhados e V mesmo sendo filho do chefe não possuía desconto. Desde criança sempre quis conhecer sua mãe, mas depois de adulto quando finalmente descobriu quem ela era a revolta toma conta de sua vida. V é conhecido por todos por sua fome sexual diferente, ele não é do tipo que ama, gosta de mulheres submissas e não costuma repetir suas parceiras.... Ele esta passando por um momento extremamente confuso em sua vida quando, após o sequestro de Butch, V se viu perdido em um redomoinho de sentimentos complexos e confusos, sem saber como lidar com tudo isso ele se deixa levar e começa a acreditar que sua existência não tem mais sentido.


Quantas vezes na vida não conseguimos definir nosso caminho porque ele é decidido sem que possamos escolher?


Seus irmãos aos poucos estão se emparelhando e constituindo suas próprias famílias, e aos poucos a casa vai se enchendo de gente assim como era o sonho de Darius, e tudo estava perfeito, mas agora com o emparelhamento de Butch e sua mudança, V está cada vez mais sozinho, mas essa solidão pode durar pouco. Revoltado V vai para as ruas caçar redutores sozinho e acaba sendo baleado, sem seus irmãos para auxiliá-lo acaba sendo socorrido e levado a um hospital humano onde conhecerá a Dra, Jane.

Jane é uma médica dedicada e apaixonada por sua profissão e sua vida, ficada sempre em salvar a vida dos outros nunca se importou com a solidão ou com a sua rotina pesada, mas quando um paciente desacordado e entre a vida e morte chega aos seus cuidados, ela nem imagina que ele será o responsável por virar sua vida de pernas pro ar e alterar tudo que ela conhecia como certo até então.

Quando V acorda no hospital e se depara com sua médica humana ele só quer fugir e voltar para a mansão, mas sua situação é grave e mesmo a contra gosto ele aceita que tem que permanecer sob cuidados se quiser voltar para a sua família. E é durante esse período de recuperação que aos poucos V vai se apegando a Dra e desenvolvendo sentimentos de posse até desconhecidos na sua vida.


(...) então, com a voz rouca, o homem cuja vida ela havia salvado disse três palavras que mudaram tudo… mudaram a vida dela e o seu destino: “Ela. Vem. Comigo"

Percebemos no livo que realmente como ela mesma disse J.R Ward não tem muita comunicação com V, apesar da história ser muito boa e V ser um amante muuuuuito quente, ela meio que deixa ele em segundo plano e já inicia a história do Phurry, o irmão do próximo livro, o que torna toda a história de V apagada e distante, e se levado em consideração a fêmea escolhida para ele a coisa fica um pouco pior, j´q que em nada eu simpatizo com jane.

Entre trancos e barrancos Jane e V vão começar a se conhecer e se descobrir e depois de alguns acontecimentos inesperados pode ser que V veja sua mãe com outros olhos.

Nesse livro temos muita emoção e romance, muitas cenas quentíssimas afinal o V é o V!!!! Ward entra com um novo tema erótico e nos apresenta um lado desconhecido do V, além de dar partido no romance de Phury, o irmão gêmeo de Z.

Não é o melhor livro da série com certeza, Ward possui um bloqueio pesado com o personagem e isso é facilmente detectado durante a leitura. ainda sim cumpriu o propósito, e por mais que eu não goste deu uma tampa para a panela do V.


– Você teria sido uma grande guerreira, sabia?
– Eu sou... a morte é minha inimiga.
– Sim, eu sei. – Deus, fazia muito sentido o fato de ele ter se aproximado dela. Jane era uma guerreira... como ele.
– Seu bisturi é a sua adaga.






Amante Revelado

Um comentário:

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.