Resenha | O Barqueiro (Ferryman #01) - Claire McFall

O Barqueiro - Livro 01 || Ferryman #01 || Fantasia , Mitologia , YA , Romance || Claire McFall || 352 || 2018 || Globo Alt 

Sinopse:
Cansada dos problemas na escola e em casa, Dylan sai da cidade decidida a conhecer seu pai. Mesmo com todas as advertências da mãe, ela compra a passagem de trem que a levará rumo às Terras Altas da Escócia. Mas um acidente terrível a tira de seu caminho. De repente, ela se vê em um lugar completamente desconhecido, e descobre que foi a única a sobreviver.
Exceto pelo fato de que ela não sobreviveu.
Perdida, Dylan encontra Tristan, um misterioso ser cuja função é guiar sua alma pelo mundo dos mortos. Juntos, eles enfrentarão os perigos de uma terra que fará de tudo para que não completem sua missão, e descobrirão que o amor pode superar até mesmo as barreiras da morte.
Releitura do mito de Caronte, barqueiro de Hades, O barqueiro guiará os leitores por uma terra onde a morte é o menor dos perigos.
Nesta narrativa única, vendida para mais de 15 países e comprada pelo estúdio cinematográfico Legendary, Claire McFall mescla suspense e romance, criando um mundo rico em fantasia e personagens singulares.

Já pensou descobrir o amor após a morte? Essa é a história de Dylan, a garota que aprende a amar com seu Barqueiro.

Como era possível que ali, no meio de todo aquele caos e medo, depois de perder absolutamente tudo, ela se sentisse subitamente... inteira?


Dylan é uma jovem escocesa que mora apenas com a mãe, cansada dos conflitos familiares e sentindo falta de um pai que não conheceu, ela começa a azucrinar sua mãe, até que ela revele quem e onde está seu pai.

Após entrar em contato, Dylan é recebida com apresso pelo pai, e apesar de tanto tempo, ainda existe carinho, com saudade da filha ele lhe compra uma passagem de trem para que ela o visite, e mesmo sob os argumentos contrários da mãe, Dylan parte nessa viagem pelas terras escocesas para conhecer seu progenitor, o problema é o que trem no qual Dylan embarcou, sofre um terrível acidente e ela é a única a sair dele.

Perdida nas terras escocesas e sozinha, Dylan conhece Tristan, um jovem atraente que promete guia-la pelas terras até seu destino final, porém ela não foi a única a sair do trem, na verdade ela foi a única que não sobreviveu ao acidente e Trystan é seu Barqueiro. A alma responsável por guiá-la pelas terras desolada até seu além luz.

(...)Normalmente, ele desejava se ver livre de qualquer alma que o sobrecarregava, desesperado para fugir de suas lamúrias, reclamações e autopiedade. Mas desta vez, não.


Conformada com sua morte, Dylan segue o rapaz, mas no meio dos terrores da terra desolada e da luta pela sobrevivência de sua alma, ela vai descobrir um sentimento novo e que pode mudar tudo, poderá o amor sobreviver a morte?

O barqueiro é o primeiro livro de uma série YA inspirada pelo mito de Caronte - O barqueiro de Hades. Nessa história acompanharemos a saga dessa jovem e a descoberta não só da sua morte, mas também do amor. O livro possui uma história muito gostosa, um romance leve e encantador sobre o primeiro amor e a força do mesmo.

Após descobrir sua situação atual, Dylan segue viagem com seu barqueiro, mas no decorrer do caminho percebe que não pode perder mais nada, e agora lutará com todas as suas forças para vencer leis jamais quebradas para poder ficar com seu amor, seja nas terras desoladas ou na própria terra humana.

(...)Tantos haviam passado por suas mãos que nenhum rosto chamava mais atenção que o resto. Ela não aguentaria ser alguém sem rosto para ele. Não quando ele havia se tornado tudo para ela.


Um romance leve e de leitura fluída, que mostra a força do amor, e as crueldades de um mundo além do imaginário. Baseado em um mito antigo, o barqueiro nos levará numa viagem cheia de aventura e terror pela terra dos mortos, por um caminho até então sem volta!

Assim que o livro chegou me agarrei a ele, a leitura foi deliciosa e rápida, um YA gostoso daqueles que dão friozinho na barriga e nos faz relembrar a doce infância e o sabor do primeiro amor correspondido.

Vi algumas resenhas negativas do mesmo, falando sobre os personagens, e apesar das atitudes de Dylan terem me incomodado um pouquinho, afinal é esperado que alguém que acabou de descobrir estar morta pense nos pais, consegui ver o lado de quê, se já morreu, não há mais o que fazer porque quem ficou, e assim ela se apega a única coisa que ainda consegue ter contato ... O Tristan. Não vejo as personagens como rasos, mas confesso que o final me deixou P da vida.

Se você curte histórias mitológicas e sua adaptações com uma pitada de amor juvenil, essa pode ser sua leitura com certeza! Um livro lindo não só por fora, com sua capa macia que da vontade de dormir agarradinha como também por dentro com um enredo de emocionar!!




Invasores - Livro 02



Tristan e Dylan escaparam da vida após a morte. Mas o destino deles nunca foi estarem vivos. Dylan deveria ter morrido em um tremendo acidente de trem. Tristan ainda deveria ser um barqueiro, um imortal. Agora, vivendo em corpos que não possuem o direito de habitar, descobrem que estão ligados por algo mais forte que o amor. Suas almas estão unidas. Sozinhos, eles vão morrer. Quando romperam a fronteira entre os mundos dos vivos e dos mortos, desafiaram as leis do mundo sobrenatural e mostraram o caminho para os outros escaparem. Agora eles devem enfrentar as conseqüências. O amor verdadeiro pode transcender o destino? Inavsores continua a épica história de amor de Dylan e Tristan, na impressionante sequência do romance de estreia verdadeiramente original e premiado Ferryman. Esta é uma história de amor como nenhuma outra, lindamente contada.


8 comentários:

  1. Amei demais a sua resenha <3 quero ler muito agora esse livro <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaaa,
      É bem gostosinho Fran! Acho que vai curtir

      Excluir
  2. Oi Kelly.

    Eu não conhecia este livro e fiquei com muita vontade de lê-lo, ainda mais sabendo que é um romance leve com a leitura fluída. Vou adicionar na minha lista de desejados. Será uma ótima oportunidade de conhecer a escrita da autora. Obrigada pela dica.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kênia,
      Que bom que gostou da dica, espero que a leitura te pego de jeito, é um YA bem gostoso, daqueles que cura ressaca.

      Beijokas

      Excluir
  3. Achei a premissa do livro intrigante e fiquei muito curiosa para conhecer a série, ainda mais por nunca ter visto nada sobre o mito de Caronte e o romance leve, fluido e ainda mitológico me animam muito, então dica anotada.

    Abraços.
    https://acabinedeleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro mas achei o enredo interessante, levei um susto ao saber que a protagonista morre logo no início, fiquei mais curiosa por saber que o enredo se inspira na mitologia \o/ enfim valeu pela dica e parabéns pela leitura.

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro essas histórias mitologicas com uma nova roupagem, além de atrair um publico maior, acaba repassando o mito original. Nao conhecia a obra mas a premissa me parece muito interessante, misturar mitologia com Ya só pode ter resultado positivo mesmo. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  6. Olá, não conhecia o livro, mais fiquei curiosa para ler esse livro que me deixou super curiosa ela morre e se apaixona pelo barqueiro. Gostei da premissa dica anotada

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.