[Resenha] Atlântida - A Praga - A. G. Riddle

Atlântida A Praga - Livro 02 || Trilogia Atlântida #02 || Ficção - Cientifica , Sci- Fi , Romance || A. G. Riddle || 568 || 2018 || Globo Livros 

Sinopse:
Há 70 mil anos, a raça humana quase se extinguiu. Nós sobrevivemos, mas ninguém sabe explicar o porquê. A descoberta de uma misteriosa estrutura cravada em um iceberg na Antártida começa a revelar esse segredo guardado pela conspiração global Immari, que trabalha em um plano para antecipar o próximo estágio da evolução, nem que para isso seja necessária a execução da maior parte da população mundial. Enquanto a Immari dá início ao seu plano secreto, a geneticista Kate Warner, que pesquisa a cura para o autismo, faz uma descoberta que pode ser a chave do mistério. Agora Kate precisará proteger com a própria vida essa descoberta perigosa e decisiva – para ela e para toda a humanidade.

E voltamos para Atlântida, agora as coisas estão um pouquinho mais claras! Após os acontecimentos em Gibraltar Kate foi parar na Espanha sob a proteção do seu pai adotivo. As pesquisas continuam, porém agora, a população mundial corre um sério risco de aniquilação.

É incrível como os sonhos são claros quando somos crianças e como a vida se complica depois disso.

Quando o sino foi colocado em teste no primeiro livro, uma praga genética foi libertada e infectou a população mundial se alastrando em uma velocidade inacreditável, e agora umas das missões de Kate é encontrar a cura para essa doença antes que tudo que conhecemos acabe. E isso acontece porque de alguma forma ela é imune, e esse era o motivo principal dela ter virado caça no primeiro volume.

David está em apuros, despertou em uma nave estranha em Toba e não faz ideia de onde Kate se encontra, mas tem certeza de que precisa ser rápido, já que a Dra agora é uma das mais procuradas no mundo todo, ele parte em busca dela e tem certeza de que dessa vez não vai perdê-la de vista!!!

Não entendeu nada? Vou explicar.... mas já antecipo que se não leu o primeiro volume pode ficar bem confuso! David é um soldado da Clocktown que estava investigando a Imari, uma empresa que aparentemente é a culpada de muitas das catástrofes mundiais visando a evolução humana, assim ele descobre a Kate, uma geneticista que estava trabalhando na cura do autismo e foi sequestrada por conter o gene Atlântida no seu DNA. Esse gene por sua vez, é o gene responsável pela evolução humana que foi desencadeada pelo sino, um aparelho cheio de radiação, quem não tem o gene, morre!!!

Calma, não temos nada de zumbis aqui, temos uma população doente, uma ameaça baseada na teoria de evolução de Darwin lembra? Aula de biologia, os mais fortes sobrevivem? É bem por aí... O Genes A Praga, vem para complementar o primeiro volume e explicar o que é a Praga e de onde ela vem, o livro é ficção-científica pesada com uma mistura de conspiração mundial, ou seja, viagem total! 

Talvez o mundo ficasse melhor assim, se pessoas simples herdassem a Terra e vivessem como os seres humanos tinham vivido noventa por cento de sua história.

A.G demorou para liberar esse segundo livro, e apesar de ter ficado beeem perdida no decorrer da leitura, não só pelos termos, mas porque a história já não estava mais fresca na memória, ainda sim foi alucinante, ele não deixou nada a desejar, criou uma continuação impecável que promete ganhar de cara os leitores que se apaixonaram pela aventura do primeiro volume!

E assim como no primeiro, a narrativa continua em primeira pessoa intercalando entre os personagens, mas dessa vez teremos personagens extras narrando seu ponto de vista dos acontecimentos catastróficos que assolaram a terra, os capítulos são curtos e isso faz com que a leitura aconteça de forma rápida e leve, prendendo o leitor e mantendo-o imerso na experiência. Esse volume também traz muito contexto histórico, o que no meu ponto de vista só enriqueceu ainda mais o enredo.

Enfim um livro lindo, muito bem escrito e que deve e merece ser lido por fãs de ficção-científica, o trabalho e estudo feito por Riddle para preencher essa série é notável é admirável, uma leitura sem sombra de dúvidas enriquecedora e empolgante. Não vejo a hora de ter o terceiro em mãos.



Em uma expedição na costa da Antártida, pesquisadores encontram uma misteriosa estrutura enterrada em um iceberg. A milhares de quilômetros dali, na Indonésia, a Dra. Kate Warner pesquisa a cura para o autismo em crianças através de experiências genéticas. Quando essas crianças são sequestradas, um agente de segurança altamente habilitado, acredita ter encontrado uma ligação entre esses dois fatos e busca desvendar uma conspiração global que ameaça toda a humanidade.

 Resenha Aqui



9 comentários:

  1. Oi, Tudo bem?
    Adorei a sua resenha sobre esse segundo volume, parece ser uma ótima continuação. você me deixou bem curiosa para ler, sua opinião me convenceu a dar uma chance e espero ter a oportunidade de ler os livros em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bea,
      Que bom que gostou, eu amo Sci-fi, e quando inicie a leitura desse livro não esperava tanto dele, mas a trama criada pelo autor é muito boa, espero que goste tanto quanto eu da leitura!!!

      Excluir
  2. Olá, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro e nem o autor, e nem o primeiro livro. Mas parece ser bem legal a história, gostei da maneira como descreve na resenha. Vai pra lista infinita.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sue,
      hahaha a lista infinita é ótima, se puder leia sim, aposto que vai gostar.

      Excluir
  3. Oi!
    Estou com muita vontade de ler este livro. A premissa me pareceu ser bem envolvente e tem jeito de que vai me deixar com ressaca literária. Gostei bastante da sua resenha e fiquei ainda mais curiosa pra conferir essa obra o quanto antes.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi,
      Que bom que gostou, acho que o enredo é eufórico demais, não dá pra ficar de ressaca, mas é bom ter os dois em mãos para evitar a espera que pode ser enlouquecedora hahahah.

      Excluir
  4. Oiee Kelly ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro e nem o anterior, mas ler "arma biológica" me deixou mega curiosa para conhecer...haha' não é bem o tipo de livro que eu ando procurando, mas me chamou bastante a atenção, e ver que você gostou tanto me deixou ainda mais animada. Adoro quando a narrativa intercala a narração de diversas personagens!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dhry,
      Arma biológica é a palavra chave do livro, e todo o enredo misterioso acontece em cima disso, apesar de não ser sua praia, acho que vale o risco hein pode ser que você curta!!

      Excluir
  5. Olá
    Estou bem curiosa, não sou uma leitora desse gênero mais fiquei bem curiosa não lembro se já tinha ouvido desse livro mais que Kate ser a única protegida do vírus me atrai bastante

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.