[Resenha] O Garoto do cachecol vermelho - Ana Beatriz Brandão


O Garoto do Cachecol Vermelho || Drama , YA || Ana Beatriz Brandão || 294 || 2016 || Verus 

Sinopse:
Uma história comovente, recheada de drama, suspense e romance
Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.


S
abe aquele momento que você se sente um ET? Pois bem, estou vivendo ele. Depois de ver o garoto do cachecol vermelho rodar os tabloides literários e fazer tanto sucesso, tive a oportunidade de me lançar na leitura, a parceira Lilian Comunica me disponibilizou o exemplar e pensei porque não? E assim me lancei em uma leitura que tinha tudo para ser perfeita, mas que foi apenas boa.

Melissa tem 19 anos, uma jovem com um sonho, se tornar a maior bailarina brasileira negra da história, em seu percurso haverão inúmeros obstáculos, mas ela não pensara antes de passar por cima deles é de qualquer pessoa na sua rota.

Tudo na vida tem um preço, mas nem tudo vale o preço cobrado.

Daniel é um jovem musicista talentoso é perfeito demais, com um coração maior que o mundo é uma bondade que merece ser repassada para frente, ele faz de tudo pelos outros e depois de cruzar com Melissa resolve que talvez valha a pena salvar a garota dela mesma.

Nunca na minha vida, me deparei com uma personagem tão insuportável quando Melissa, ela já começa o livro gerando ódio no leitor, e isso não melhora!! Ela é infantil, preconceituosa, grosseira e egoísta, defeitos de mais para habitar apenas um ser humano, e ainda sim Daniel se aproxima e acaba fazendo um acordo, dois meses para ele mostrar pra ela que o mundo pode ser muito mais que bem material e ela pode seguir seu rumo, o desenrolar do acordo? Previsível, mas ainda sim tocante.

A única coisa que me levou a seguir a leitura foi Daniel, sua bondade e suas atitudes são cativantes, e quanto mais doce ele se mostrava, mais eu me perguntava que diabos ele estava fazendo ao lado daquela megera, o que de tão bom ele poderia ter visto naquela garota. E quando percebi o desfecho que a autora pretendia dar ao personagem, meu ódio foi palpável.

Daniel tinha esse poder sobre as pessoas. Ele era como um farol no meio da noite escura, um ponto de luz que você tem que seguir se quiser sobreviver.

Apesar do livro ter temas pesados incluídos no enredo, e a maioria das tragedias terem se abatido sobre Melissa, seu passado em nada justificou suas atitudes, depois de tudo que ela viveu eu esperava mais, e ainda sim os temas não discutidos com profundidade e a impressão que tive, é que a autora jogou eles ali para de alguma forma justificar a personalidade da sua protagonista e não rolou, de forma alguma.

Com um enredo clichê é previsível, O garoto do cachecol vermelho tinha tudo para ser melhor, mas por ser o primeiro livro da autora e levando em consideração sua idade, acredito que ela ainda tenha muito a evoluir e possa sim ser uma grande escritora, ainda não desisti de você Ana Beatriz.

O livro é uma história sensível, em alguns momentos forçada, mas que pode e para mim foi dava por Daniel, mas ainda sim gostaria de poder mudar o final. Talvez sua intenção fosse mostrar a realidade do mundo, e para algumas pessoas pode até colar, mas me apeguei ao personagem e desejava muito mais para ele.

Se vou ler A garota das sapatilhas brancas? Provavelmente, quero ver se a autora evoluiu e por ser Daniel o protagonista quero entender seus motivos que para mim tiveram uma explicação fraca.

Para quem curte um bom YA e adora chorar, esse é o livro, já que independente de qualquer rancor da protagonista os últimos momentos do livro me levaram as lágrimas e me fizeram diminuir um pouco minha raiva dela.





20 comentários:

  1. Ahhh, que capa mais maravilhosa! Não conhecia nem a autora nem a história. Que pena que o livro não correspondeu às expectativas, espero que sua próxima leitura seja inesquecível!

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laura,
      Linda né? Não conhecia? Ele praticamente dominou a minha timeline por meses hahahahah.
      Espero mesmo. Obrigada

      Bjs

      Excluir
  2. Quando esse livro lançou eu fiquei doida para ler, mas não consegui. Depois comecei a ver pessoas apontando os mesmos pontos que você e perdi totalmente a vontade de ler. Acho que eu não teria paciência. Mas seu post está ótimo, parabéns :)
    by: atravesdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evy,
      Obrigada, eu não vi ninguém falar mau acredita? Só vi mensagens positivas, aí comecei a ler e fiquei me perguntando se era do contra hahahahaha

      Bjs

      Excluir
  3. Apesar de ser uma trama previsível e a leitura ter sido apenas boa para você eu quero muito ler esse livro. Confesso que essa é a primeira resenha que vejo ressaltar pontos negativos do enredo. Preciso ler e tirar as minhas conclusões. Parabéns pela sinceridade na resenha.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie,
      Você é como eu, depois que lê me conta o que achou. Também não vi criticas negativas e confesso que até me senti mal por não gostar, mas faz parte né.

      Bjs

      Excluir
  4. Olá, Kelly!

    Eu achei os títulos dos livros bem instigantes, sabe? São títulos que me fariam parar para dar uma lida na sinopse. Sem mencionar a capa de O Garoto do Cachecol Vermelho que é belíssima! Mas agora que sei como a história é não tenho interesse de lê-la. Não nos próximos anos, pelo menos.

    Se tem uma coisa que pode detonar um livro para mim é uma protagonista insuportável. Não sou muito flexível com mocinhas mimadas, que pensam que o mundo gira ao redor delas e agem de maneira infantil. Detesto isso! A única personagem que é assim e eu compreendi foi a Catherine do livro O Morro dos Ventos Uivantes. Mas isso não significa que eu passei a mão na cabeça dela e relevei tudo. Porém, geralmente, o que acontece quando me deparo com uma mocinha assim é que me estresso demais com o livro e tiro muitas estrelas dele. A história perde a graça para mim, entende?

    Fico aqui imaginando que desfecho a autora deu para o Daniel...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu,
      Não imagine o desfecho, sério. Aquele desfecho desnecessário, tanto que nem quero ler o outro hahahahah. Também acho a capa linda e o título bem instigante, mas sou como você, protagonistas insuportáveis não me desce de forma alguma, e ainda fui guerreira viu, mas só fui pelo Daniel.

      Bjs

      Excluir
  5. Olá Kelly,

    Eu já tinha lido algumas outras resenhas sobre esse livro, mas gostei bastante de ler a sua, sucinta e direta, amo resenhas assim. Eu já não tinha muito interesse em lê-lo, e não suporto livros que se propõe a debater temas importantes e na realidade tratam eles como se fossem nada. Obrigada por me convencer que realmente essa não será uma leitura realizada por mim.

    Obrigada pela resenha
    Beijos Ana Claudia
    www.blogancoraliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana,
      Fico feliz que tenha gostado da resenha, realmente amiga, passe longe dele por mais famoso que ele seja.

      Bjs

      Excluir
  6. Pera.... Eles não ficam juntos?
    Que coisa!!!!
    Enfim....
    Acho que entendi o que você quis dizer, e acho uma pena quando os acontecimentos do passado deixam a sensação de só estarem lá como uma justificativa - pior quando parece que são muitos, pois penso que muitas vezes não precisa de muito para deixar uma marca, e vale lembrar que muitas vezes menos é mais se for bem colocado e com a intensidade certa...
    Ouvi tantos elogios para esse livro que acho que é a primeira resenha que me diz que ele é apenas bom. E fico feliz em saber disso, pq estava me sentindo a maior estranha em não ter aquela vontade toda de ler...
    Ainda quero ler, mas não tenho nem ideia se vou encaixar ele logo ou não na história...
    Se bem que sua resenha me deixou com algumas perguntas aqui que seria bom saber antes de ler hehehe
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAHAH
      Olha o spoiler hahahahahahahah ela dá um final desnecessário para o livro, desgostoso e brochante. Depois que ler me conta o que achou, eu também vi tanta opinião positiva que me achei um E.T quando terminei a leitura.

      Bjs

      Excluir
  7. Olá,
    Eu ainda me sinto um ET, porque não tive a oportunidade de fazer essa leitura mas quero muito.
    Desde o lançamento a obra está na minha lista de desejados!
    Já vi muitos elogios sobre a obra e morro de curiosidade para entender melhor a interação de Melissa com o garoto de cachecol vermelho. Me choca um pouco saber que eles não ficam juntos, porque seria um final perfeito porém já esperado.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi,
      Talvez essa seja a jogada, não dar um final esperado, mas ainda sim, confesso que preferia o esperado ao final dado pela autora. Quando ler me diz o que achou.

      Bjs

      Excluir
  8. Oiii tudo bem???

    Não é a primeira critica que vejo ao livro, parece q todo mundo esperava mais.
    Quanto a personagem, tenho visto vários livros de autoras nacionais com personagem chato, criei ranço de algumas tbm, mas que a história valha a pena.
    Ainda irei ler esse livro e tirar minhas próprias conclusões.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa,
      Quando ler me cinta o que achou? Também to pegando ranço de personagem antipática, e a Melissa nem com toda cura do mundo.

      Bjs

      Excluir
  9. Apesar de curtir YA, esse livro nunca me chamou muita atenção, li algumas resenhas e o coloquei na minha lista de leitura, mas não se tornou prioridade, justamente por ter visto críticas como a sua sobre ele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mara,
      Eu não vi essas criticas, só vi coisa positiva, mas não faria diferença pois sou do tipo que só acredito vendo, mas enfim um a menos para a lista.

      Bjs

      Excluir
  10. Oi BFF!
    Morro de vontade de ler esse livro, mesmo que a menina seja uma megera, eu adoro livros em que a personagem cresce ou evolui de alguma forma.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bff,
      Vai lá, quero ver quem você vai querer matar primeiro, a autora ou a Melissa hahahahahahah pagando para ver.

      Bjs

      Excluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.