[Resenha] A Desconhecida - Peter Swanson



A Desconhecida || Ela deixa rastros de caos por onde passa || Suspense e Mistério || Peter Swanson || 288 || 2015 || Novo Conceito 

Sinopse:
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece.de mentiras.Em uma noite de sexta-feira, a rotina confortável e previsível de George Foss é quebrada quando, em um bar, uma bela mulher senta-se ao seu lado. A mesma mulher que desaparecera sem deixar vestígios vinte anos atrás. Agora, depois de tanto tempo, ela diz precisar de ajuda e George parece ser o único capaz de salvá-la. Será que ele a conhece o suficiente para poder ajudá-la?



U
ma das metas de 2018 para mim é desencalhar aqueles livros que estão na prateleira ah mais de um ano, e apesar de desconhecida não ser o mais velho, ele está no pacote. Ou seja, durante o ano, vocês que acompanham o blog vão ver resenhas de alguns livros antigos por aqui.

Em a desconhecida vamos conhecer George Foss, uma homem de 40 anos, com uma vida comum e até tediosa, George vive em relacionamento meio fadado ao fracasso, entre um vai e vem inconstante com Irene, uma antiga colega de trabalho. Gerente de negócios de uma editora que anda mau das pernas, ele até possui uma vida confortável, almas vive preso a um amor do passado, uma garota que simplesmente sumiu sem deixar rastros.

Numa bela noite, depois de anos buscando pelo rosto de Lilian em outras mulheres na multidão, George enfim a encontra em um bar. Mas nada é por acaso, Lilian foi atrás dele e precisa de um favor. Depois de ter um caso com um magnata casado e ser passada para trás, ela rouba seu amante, e agora correndo risco de vida, pede que George devolva o dinheiro afim de ter sossego. George movido pelo coração aceta ajudada-lá, mas o que ele não sabe é que está se metendo em um plano muito mais complexo do que apenas a devolução de 500 mil dólares.

George sem dúvida alguma é para mim o personagem mais panaca da literatura, calma que vou explicar porque, quando George conheceu Lili na época da escola ela se chamava Audrey, e depois das férias de Natal a mesma é dada como morta, quando ele resolve fazer sua parte e visitar a família de sua namorada de curto prazo ele descobre que a menina que morreu não era a que ele conheceu na faculdade.

Liana podia se tornar outra pessoa, e, com a mesma facilidade, podia matar o que havia se transformado, eliminando quem quer que aparecesse em seu caminho.


Só por isso você já tira que a mulher é barra pesada, mas mesmo, por algum motivo descabido que desconheço ele aceita devolver esse dinheiro, e no dia seguinte descobre que o magnata foi assassinado, e ele foi o último a vê-lo vivo. Agora sua vida corre perigo e ele nem sequer sabe porque.

George me irritou de uma forma profunda, Lilian pelo contrário é uma mulher esperta que sabe o que quer e não vai medir esforços pra isso, mesmo que tenha que se utilizar da bondade de um ex namorado. Desde o momento que ela aparece já é notável que ela não tem boas intenções, mas George levou metade do livro para se tocar disso, e por mais que no final ele tenha entendido a jogada da sua ex e até se tornado astuto, a merda já estava feita.

E por falar em final, o autor terminou o livro de uma forma abrupta. Depois de criar um personagem que de tão inoscente beirava a imbecilidade, ele simplesmente pois fim a trama deixando o leitor com um gigantesco ponto de interrogação é um enorme WTF!!!!

Apesar de tudo isso, meus pontoais positivos ficam na narrativa que prende o leitor, afinal é inacreditável que ele seja capaz de tal asneira, e ele acredita tanto em Lili que deixa o leitor em dúvida se ela está ou não envolvida no assassinato, sendo assim não resta alternativa a não ser ler até o final. Além disso a trama é narrafa entre passado e presente, mostrando ao leitor como Lili passou a perna nele na primeira vez e como isso volta a se repetir no presente.

A narrativa do autor é fluida e a trama tem Coêrencia, os planos são bem arquitetados e tudo é bem desenvolvido, não existe ponta solta, apenas uma mulher misteriosa e um homem inoscente ao extremo. Quando enfim George descobre o plano até eu fiquei admirada, a mulher era realmente inteligente e George finalmente acordou para a vida.

Apesar de não ser o melhor suspense que já li, a desconhecida foi uma leitura boa, não ótima, mas agradável, e a protagonista me fez lembrar de Amy, a personagem de A garota exemplar, mulher que se tornou minha ídola pela astúcia e inteligência.

Ou seja se curti um suspense leve, com mulheres espertas esse livro é para você, uma leitura rápida, leve e daquelas que te prende, mas passa rápido.





11 comentários:

  1. Olá, ótima resenha. Ainda não conhecia esse livro. Achei a premissa interessante e fiquei curiosa para ler, mas com um certo receio desse final que deixa um ponto de interrogação.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola!
      Obrigada!!! Não é o melhor triller da vida, mas é uma leitura bem gostosinha. Se lê me diz o que achou depois.

      Bjs

      Excluir
  2. Oie! Tudo bem?

    Já vi essa capa por ai, principalmente na época que foi lançada mas pela sua resenha noto que eu sentiria mais raiva pelo personagem do que interesse na história em si, gosto bastante desse gênero, mas por enquanto continuarei passando a dica, talvez no futuro quando eu não tiver nada para ler eu de uma chance a obra!

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nay,
      hahahah foi mais ou menos isso, na verdade estou em um projeto para desencalhar livros, então tenho que ler os velhotes da estante esse ano, e esse era um deles, deve fazer uns dois anos que esta la hahahah.
      Não é o melhor do gênero, mas ainda sim é uma leitura válida para quando não se tem outra coisa para ler.

      Bjs

      Excluir
  3. Essa leitura eu passo, Kelly!

    Um tempo atrás até tinha considerado ler esse livro, mas desisti. Gosto de livros com protagonistas femininas espertas, com personalidade e tudo mais, mas não gosto de vê-las no papel de vilãs.kkkkkkkk... A Amy, de Garota Exemplar, não é tão vilã assim e talvez por isso eu goste muito dela (só vi o filme. Não li o livro ainda). Porque o marido dela não era nenhum santo, era bem canalha também.

    Mas livros de mulheres vilãs não costumam me atrair. Gosto de ver as mocinhas, nesses suspenses, no papel de investigadoras ou como vítimas que dão a volta por cima e derrotam os vilões desgraçados.rs Um exemplo é Entre Quatro Paredes. O que a Grace fez... fantástico! Essa sim eu admiro muito! :D Ela o fez provar do próprio veneno. Nunca vou esquecer o que aquele doente fez com a cachorrinha.

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu,
      hahahahah marcada por Entre quatro paredes, eu também não li garota exemplar ainda, precisamos marcar para lermos juntas, mas mesmo assim eu gosto quando elas são as vilãs também, é meio que uma forma de mostrar que podemos ser tudo sabe? E nesse caso se somos boa em ser amorosas imagina em ser malignas? hahahahah, mas nesse caso era bem fácil porque o cara é um bunda mole de grande categoria hahaha

      Bjs

      Excluir
  4. Oie!
    Eu já li esse livro e não gostei muito da história, não foi o melhor livro que eu li. Mas é um livro que eu indico para quem etá começando no gênero. Pena que não me conquistou totalmente.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla,
      Concordo com você, para quem esta pretendendo entrar no gênero é realmente uma boa pedida, leve e sem muito sangue digamos assim hahahah, mas também fiquei triste por não ter me conquistado.

      Bjs

      Excluir
  5. Olá!Tudo bem?
    Não quero nem ver esse livro na minha frente,nem li nem lerei,que cara idiota acho que ele merece uma plaquinha na testa.Já a mulher foi muito esperta e inteligente.
    Creio que iria passar muita raiva com esse livro.
    Então passo essa leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thalia,
      hahahahahaha se só a resenha já te deixou com raiva dele, com certeza é melhor você passar longe.

      Bjs

      Excluir
  6. Minha primeira reação lendo sua resenha foi rir... Fiquei imaginando construir toda uma história, deixar o leitor curioso e tal e de repente... acabou. Sabe o que eu acho disso? Sempre que isso acontece fico com a sensação de que o autor estava escrevendo e de repente penso "ah, cansei disso aqui e não quero mais, vou terminar agora mesmo!"
    Eu lembro de ter ficado curiosa com o livro quando ele lançou, mas acabou não ficando na minha lista de leituras...rs
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.