Fera || Brie Spangler

Fera || Ficção , Jovem Adulto , LGBT , GLS || Brie Spangler || 384 || 2017 || Seguinte 


Sinopse:
Dylan não é como a maior parte dos garotos de quinze anos. Ele é corpulento, tem quase dois metros de altura e tantos pelos no corpo que acabou ganhando o apelido de Fera na escola. Quando ele conhece Jamie, em uma sessão de terapia em grupo para adolescentes, se apaixona quase instantaneamente. Ela é linda, engraçada, inteligente e, ao contrário de todas as pessoas de sua idade, parece não se importar nem um pouco com a aparência dele. O que Dylan não sabe de início, porém, é que Jamie também não é como a maioria das garotas de quinze anos - ela é transgênera, ou seja, se identifica com o gênero feminino, mas foi designada com o sexo masculino ao nascer. Agora Dylan vai ter que decidir entre esconder seus sentimentos por medo do que os outros podem pensar ou enfrentar seus preconceitos e seguir seu coração.


Dylan tem 15 anos e sofre de baixa auto estima, mas isso não se resume apenas há um sintoma da puberdade pelo qual todos já passamos. Com apenas 15 anos nosso protagonista já alcançou seus 2 metros de altura, e se isso já não bastasse para torná-lo diferente, ele ainda sofre com pelos em excesso, Dylan é muito peludo, e por mais que faça sua barba diariamente, parece que seu corpo sofre de um tipo de crescimento descontrolado, e é nessa hipótese que ele se apega todos os dias.. talvez ser doente ajude a encarar a realidade.


(...)Quando sua imagem é o oposto da imagem que as pessoas têm de inocência, sem qualquer sinal de olhos arregalados ou bochechas de querubim, você acaba suspirando e dando de ombros com bastante frequência.


Como todo adolescente, Dylan já recebeu seu devido apelido no ensino médio, Fera, e o fato de ter JP como seu melhor amigo é o que alivia seu dia a dia, até que JP sacaneia o Dylan raspando seu cabelo, e na mesma semana o colégio proibiu o uso de boné nas dependências da escola, sem seu escudo o mundo de Dylan começa a desmoronar, e é no meio desse caos que ele cai do telhado e fratura uma perna, o problema é o que o médico acredita que Dylan tentou suicídio e o encaminha para uma terapia de grupo e é lá que ele conhecerá Jamie.

Jamie é uma jovem de 15 anos que assim como todos os outros da terapia, sofre de algum problema, mas no caso dela, a única coisa que ela esta fazendo, é tentando lidar com sua situação, Jamie é uma transsexual e precisa lidar diariamente com o preconceito daqueles que se consideram "perfeitos e normais". Mas apesar de toda essa barra, ela não se deixa atingir e vive sua vida da forma mais plena possível, ela é de uma grande sensibilidade, possui como hobby o amor por fotos e vai ensinar a Dylan uma nova forma de ver o mundo.

Odeio, não, desprezo a mim mesma por querer viver um conto de fadas.

Confesso que do livro a personagem que mais me encantou foi Jamie, por sua força, sensibilidade e independência, sua história não é nada fácil, e ainda sim, todas os momentos em que ela aparecia o enredo se tornava leve. Apesar de entender os problemas de Dylan com sua aparência fora do padrão, foi difícil me apegar ao personagem, durante toda a leitura ele se mostrou dramático e chorão, tornando o enredo pesado, o único momento com o qual sua atitude seria justificada, é quando ele descobre que Jamie é um menino, afinal ele tem 15 anos, gosta de meninas, mas não consegue entender como Jamie pode ser uma tendo uma genitália masculina.

Gosto da ideia de cada vez termos mais conteúdo LGBT nas livrarias, o homossexualismo e suas variações já vistas diariamente, mas é preciso que as pessoas entendam e respeitem o próximo e sua diferença, e nessa obra a autora nos mostra isso com muito carinho, não só por Dylan fugir do padrão adolescente, mas principalmente por Jamie.


— Só queria que você soubesse que não está sozinho. — Ela encosta o nariz no meu ombro. — Caso se sinta grande demais, saiba que é só porque às vezes o mundo é meio pequeno. 


Apesar da leitura ter um enredo muito bacana, sinto que ele poderia ter sido mais bem aproveitado, se Dylan fosse menos dramático, a situação de Jamie poderia ter ganhado um destaque bem maior e poderia ter servido ao propósito que para mim era o principal, educar o leitor sobre o termo Transgênero.

A leitura foi um pouco arrastada, a escritora escreve bem, mas o personagem não ajudou, apesar de ser considerado uma adaptação de A bela e a fera dos tempos modernos, só me dei conta disso no final da leitura.

Apesar de ter esperado bem mais da oba, ela não é de toda ruim, como já disse, o tema é muito bacana e Jamie faz bem o seu papel, ela conquista o leitor e nos mostra sua dificuldade aos poucos, com garra e muita feminilidade e acima de tudo sem perder o rebolado. Leitura indicada para quem conhece e principalmente não conhece o tema.


14 comentários:

  1. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas, fiquei encantada com o belo enredo. No entanto, entendo perfeitamente bem suas ressalvas e acredito que também seriam questões que me incomodariam.
    No momento acho que passo a leitura.... Quem sabe no futuro eu dou uma chance?
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daiane,
      Pois é, o protagonista é bem cansativo, porém a Jamie se encarrega de encantar a história e dar uma lição de vida encantadora, a leitura vale por ela.

      Excluir
  2. Oi Kelly,
    meninaaaaaaaa eu to passado que esse livro tem essa temática toda e eu simplesmente ignorei ele várias e várias vezes, agora eu estou completamente louco para ler, a verdade é que amo ler livros com personagens LGBTs, assim como você acho muito necessário ter mais livros do gênero disponíveis para facilitar o acesso e claro melhorar a visão que as pessoas tem das pessoas LGBTs. O brigado pela dica.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. P.S. em uma parte da sua resenha você cita a palavra "Homossexualismo" e esse é um termo incorreto e fora de uso porque o sufixo "ismo" remete a doença e homossexualidade (termo correto) não é uma doença. Beijocas

      Excluir
    2. Ei Alisson,
      hahaha a gente passa batido por tanto livro que juro que te entendo, acho que preciso de mais uma vida para conseguir ler tudo que tenho vontade e vou anotando, com relação ao termo, a resenha já é um pouquinho antiga, e confesso que esses termos são bem confusos, e eu nem sabia que existe essa diferença. Mas obrigada pela dica.

      Excluir
  3. Oi Kelly.

    Acho que ainda não tinha lido uma opinião sobre este livro eu gostei bastante das informações que você deixou. Pena que a leitura foi um pouco arrastada para você, mas vou tentar adquiri-lo o mais rápido possível para lê -lo obrigada pela dica.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kênia,
      Ele já é antiguinho, mas confesso que o deixa arrastado é o Dylan, porque a Jamie é encantadora.

      Excluir
  4. Olá, tudo bem? Estou com esse livro na estante, porém ainda não tive oportunidade de ler. Gosto da temática, e acho de importância falar sobre, no entanto eu teria ressalvas o protagonista dramático. Eu acabo em algum momento achando-o irritante, ainda sim é melhor ter minha opinião né?! Gostei da sua resenha, ressaltando pontos positivos e negativos, além da foto!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana,
      Acredito que suas ressalvas serão iguais as minhas, mas a Jamie vai te cativar de tal maneira que você vai finalizar a leitura só por ela.

      Excluir
  5. Oi Kelly!
    Sua resenha sempre me impressiona, por ser tão espontânea e sincera. Ainda não conhecia esse livro, gostei da abordagem na história, apesar de comentar que é um pouco arrastada e o personagem muito dramático, daria uma chance por conta do enredo. Estou curiosa para saber como termina essa história, parabéns pela resenha e obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris, muito obrigada, tento ser o mais sincera possível quando falo sobre os livros, o Dylan é dramático, mas a Jamie compensa a trama.

      Excluir
  6. Já tinha visto essa capa mas não sabia do conteúdo do enredo, achei bem interessante.
    Suas impressões me deixaram curiosa, mas não sei se leria agora porque estou em outra vibe, mas pode deixa que a dica está mais que anotada. Parabéns pela leitura e resenha.

    ResponderExcluir
  7. Oiii,

    Já tinha visto esse livro por aí, mas de certa forma ele não me convidou a leitura. O enredo parece ser interessante, saber que a personagem encanta é um mega ponto positivo, mas ainda não fiquei com aquela sensação "preciso ler esse livro".
    Adorei ler a sua resenha! :)

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia este livro e a sua resenha me despertou para investir na leitura. Gosto bastante de livros com releituras dos contos de fadas que conhecemos. Achei bacana a sua percepção de que a autora poderia de trabalhado melhor as questões de Jamie. Lerei isto é fato.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.