[Resenha] A Caçadora de Dragões #01 - Kristen Ciccarelli

A Caçadora de Dragões - Livro 01 || A Iskari #01 || Fantasia , Jovem Adulto || Kristen Ciccarelli || 398 || 2018 || Seguinte 

Sinopse:
Primeiro volume de uma trilogia fantástica, em que dragões e humanos estão em guerra — e cabe a uma garota matar todos eles.
Quando era criança, Asha, a filha do rei de Firgaard, era atormentada por sucessivos pesadelos. Para ajudá-la, a única solução que sua mãe encontrou foi lhe contar histórias antigas, que muitos temiam ser capazes de atrair dragões, os maiores inimigos do reino. Envolvida pelos contos, a pequena Asha acabou despertando Kozu, o mais feroz de todos os dragões, que queimou a cidade e matou milhares de pessoas — um peso que a garota ainda carrega nas costas. Agora, aos dezessete anos, ela se tornou uma caçadora de dragões temida por todos. Quando recebe de seu pai a missão de matar Kozu, Asha vê uma oportunidade de se redimir frente a seu povo. Mas a garota não vai conseguir concluir a tarefa sem antes descobrir a verdade sobre si mesma — e perceber que mesmo as pessoas destinadas à maldade podem mudar o próprio destino.


E
 m um mundo onde existem dragões, histórias possuem grande poder! Há muitos anos contar histórias fora proibido, os grandes contadores começaram a ser envenenados pela magia das palavras, além de que, isso fortalece os dragões e eles já não são mais amigos, e Asha descobriu isso com muita dor e ainda muito pequena, quando ao contar histórias para um dragão, levou seu reino ao caos e a morte, se transformando assim no símbolo da Deusa Iskara, a deusa da destruição.

Nenhum dragão resistia a uma história sendo contada; eram como joias para os homens.

Como castigo por toda destruição causada, Asha está prometida a Jerek, o jovem que a salvou e filho do comandante que morreu no meio do caos causado por sua história, porém isso não é o que Asha deseja.

Mas sua liberdade está se aproximando, Kozu, o dragão que disseminou a destruição no seu reino está de volta, caçá-lo e matá-lo é a única forma de se livrar do casamento com Jerek e receber o perdão dos aldeões. Mas no meio do caminho ela se aproximará de um Skral que promete abalar suas estruturas tão ferozes e mortais.

Torwin era apenas um escravo, e como escravo, era proibido de tocar em qualquer um que não fosse seu senhor, mas ele se esquece disso quando apara Asha que desmaia no meio do baile de apresentação na frente de todos. E ela não teria feito nada, se Dax, seu irmão, não tivesse implorado para que ela salvasse o escravo, e assim Asha acrescenta mais um delito a sua longa lista, roubo de escravo. Mas Torwin não é um escravo qualquer, e essa proximidade pode causar danos além da conta.

No meio dessa luta desenfreada por sua liberdade, Asha se encontrará com o Antigo, um dos grandes deuses e heróis há muito esquecido pelos homens de sua terra, e até ela mesma desacredita, depois de perder a mãe, ela já não tem mais fé. Mas isso não importa, o Antigo tem uma missão para ela, e alguns presentes que prometem ser bem presentes de Grego, mas que no fim abrirão os olhos de Asha para a verdade há muito escondida.

A caçadora de dragões me cativou e me surpreendeu de uma forma muito gostosa, além de falar de dragões, um assunto que há muito tempo não vejo e pelo qual sou apaixonada desde O Coração de Dragão, ainda nos apresenta uma personagem forte, desbocada e decidida. Asha é a heroína escondida na pele do vilão, depois de causar desgraça ao seu povo se tronou o símbolo da destruição, e apesar de ter se acostumado a ser evitada ela quer ser livre, não quer pagar por seu pecado com sua felicidade.


O enredo foi muito bem construído, a autora se utilizou de elementos como magia, aventura e um romance daqueles que agita as borboletas do estômago!!! Tudo na medida certa, além de claro, ter criado uma personagem fora dos padrões e ainda sim a heroína com que nós mulheres, ansiamos nos livros. Apesar de conter romance no livro, Kristen soube dosar a pegada, deixando o livro gostoso e não meloso, de uma forma que a cada encontro, um novo friozinho surge no estômago.

Só quis três coisas na minha vida. Um alaúde próprio para fazer minha música. Uma vida que fosse minha para fazer o que quisesse com ela. E a garota com quem sonho desde que consigo me lembrar. Aquela que sempre esteve fora de alcance.

Amei de verdade a história e os personagens, todos bem construídos e com personalidades forte e marcantes, os coadjuvantes são bem utilizados e possuem participação de grande peso no grande enredo, o que só me faz ansiar pela continuação, desejando que cada um deles tenha seu merecido fim, principalmente a minha querida Iskari.

Minha única ressalva é com relação a capa, querida Seguinte, pra que mudar uma capa tão linda e tão a cara da protagonista? Apesar de ser uma fantasia, o livro não é tão infantil, e apesar de a capa ser a fofa, a original é beeeeeeeem mais bonita!!

Se você curte uma fantasia e adora um romance daqueles que gera borboletas no estômago, se aventure em A Caçadora de Dragões e venha se apaixonar por esse enredo apaixonante. 


PS: O título do primeiro volume foi alterado pela editora aqui no Brasil, o segundo volume já foi lançado lá fora e o terceiro ainda não tem lançamento previsto. 



The Caged Queen - A Rainha Enjaulada 
O segundo livro da exuberante série Iskari de Kristen Ciccarelli. 

Extravagante, romântico e dotado de magia, The Caged Queen é uma nova história no mundo de The Last Namsara - uma que os fãs do primeiro livro irão visitar.

Certa vez, duas irmãs nasceram com um vínculo tão forte que as uniu para sempre. Quando eles estavam com raiva, espelhos quebrados, e quando eles estavam felizes, flores desabrochavam. Era uma magia que eles estimavam - até o dia em que um terrível acidente tomou a vida de Essie e prendeu sua alma neste mundo.
Dax, o herdeiro do trono de Firgaard, foi o responsável pelo acidente. Roa jurou odiá-lo para sempre. Mas oito anos depois ele voltou, implorando por sua ajuda. Ele estava determinado a destronar seu pai cruel, sob cujo reinado opressivo o povo de Roa havia sofrido. Roa fez um acordo: ela daria a ele o exército que ele precisava se ele a fizesse rainha.

Juntamente com Dax e sua irmã, Asha, Roa e seu povo travaram a guerra e depuseram um tirano. Mas agora Asha está fugindo, se escondendo do preço em sua cabeça. E Roa é uma rainha estrangeira, longe de casa e casada com seu inimigo. Pior de tudo: as promessas de Dax não são cumpridas. O povo de Roa continua sofrendo.
Então surge uma chance de corrigir todo mal - uma oportunidade para Roa se livrar desse rei inimigo e resgatar sua amada irmã. Durante o Reliquishing, quando se diz que os espíritos dos mortos retornam, Roa pode recuperar sua irmã para sempre.

Tudo o que ela tem que fazer é matar o rei.


8 comentários:

  1. Kelly, também amei esse livro e tô doida pelo segundo!! O que achei mais legal é quando os personagens se referiam a determinada lenda e logo no começo do capítulo seguinte, tínhamos a origem da lenda!! Isso foi muito massa e achei um baita diferencial!
    Sou apaixonada por dragões também e espero que o Kozu apareça mais. Pelo que li, o segundo livro é mais focado no irmão dela e tals. O negócio é esperar pra ver!!
    Obs: Concordo com a sua observação sobre a capa, a Seguinte tem uma mania de infantilizar as capas (tipo O beijo traiçoeiro). Não sei pra que fazer isso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anya,
      Eu amei de verdade, essas aventuras com girl power me pegam de jeito, e ela soube dosar o romance de forma que não ficasse chato. Amooo dragões desde aquele filme coração de dragão, sou viciada neles hahaha. Não sei pra quê fazer isso com a capa, O beijo traiçoeiro também a original era mil vezes mais bonita, perca de tempo.

      Excluir
  2. A Seguinte me mandou esse livro, eu não sabia muito bem sobre o que era a história, mas acho que eu vou curtir a leitura. Gosto disso de as histórias terem poder.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari,
      Me apaixonei assim que vi a capa e soube que falava de dragões, a Cia vem trazendo fantasias incríveis. O livro é muito bom, aposto que vai gostar da leitura.

      Beijokas

      Excluir
  3. Oiii tudo bem??

    Confesso que não gosto dessa capa tbm, graças a ela não tive vontade de ler, mas lendo sua resenha percebo que o livro deve ser bem melhor do que imaginei, vou ate colocar na lista de desejados, é interessante, saber mais sobre essa história, já que não dava nada por ela.
    Adorei a resenha
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa,
      Tudo e você? Que bom que gostou da resenha e que consegui mudar sua opinião sobre o livro, não sei porquê diabos a Cia está infantilizando as capas desse jeito, mas enfim, o livro é bom e vale muito a leitura.

      Beijokas

      Excluir
  4. Gostei da história e da série. Faz um tempo que não leio fantasia, mas gostei desta e colocarei em minha lista. Boa sugestão. Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Que bom que gostou, obrigada espero que goste tanto quanto eu da leitura, se não a dica não vai valer hahaha.

      Excluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.