[Resenha] Ode de Sangue - Memórias Vampirescas - Nana Garces

Ode de Sangue || Memórias Vampirescas || Fantasia , Sobrenatural , Contos || Nana Garces || 73 || 2016 || Essência Literária 

Sinopse:
Com quase quatrocentos anos, a Vampira Madalena busca a salvação de sua alma vivendo e trabalhando dentro de um monastério católico. Diferente do que parecia natural, essa vampira está acostumada com a religião e seus símbolos. Foi apenas quando se depara com alguém de fé verdadeira que Madalena sente a maldição de sua raça arder sob a pele.
Colocada em uma situação de vida ou morte, ela apenas tem um pedido, que ela possa contar sua vida para alguém, para que sua existência como humana e seu despertar para o dom da noite não desapareça com sua morte.
Narrado em primeira pessoa, Madalena fala um pouco de como era a Itália do séc. XVII, descreve suas dificuldades e suas paixões pela arte, leitura e música. Mesmo antiga, sua humanidade e amor pela raça humana apenas crescem, e é com esse pensamento que Madalena narra sua experiência enquanto mulher e religiosa.

E
xistem gêneros e personagens que perpetuarão para sempre no mundo da leitura, criaturas que independente do tempo ou características estarão sempre entre os lidos, e vampiros com certeza são os Reis e rainhas dessa lista.

Drácula, Entrevista com Vampiro, Vampiro Lestat, Crepúsculo e agora Madalena, mas Madalena apesar de ter anos de vida, não vai te contar muito, pois a magia de Madalena é te deixar curioso.

Sou um monstro, sou antiga, mas me sinto ainda humana e nem saberia dizer se é fraqueza ou não.

Em Ode de Sangue, vamos conhecer Madalena, uma vampira de 400 anos que reside em um monastério e se alimenta apenas de pessoas já com o pé na cova ou de má índole, ela reside ali há anos, e diferente de muitos humanos, Madalena possui uma fé e uma humanidade capaz de abalar até o mais casto dos homens.

Quando Madalena descobre que o novo padre é um caçador e ele sabe sua identidade secreta, ela não resiste, mas tem um pedido, uma confissão apenas, e o padre pode enfim dar a paz tão esperada ao seu corpo, mas conforme Madalena relata seu passado, a fé do padre é posta em cheque, como um ser tão cruel e desumano pode carregar tanta dor e fé ao mesmo tempo?

Ela é humana demais para ser vampira. Boa demais até mesmo para ser humana.

Apesar de ser um conto curto, com apenas 79 páginas, a premissa tem muita qualidade e competência para se tornar um exemplar de 200 páginas ou mais. Com uma escrita surpreendente e cativante, Nana criou um mundo completamente diferente do que estamos acostumados, criou uma vampira cheia de dúvidas e fé que mexe não só com o conceito de certo do Padre, mas também do leitor.

Madalenas passou por muitos encalços na sua vida, e seu inferno começou dentro de um convento, mas ainda sim, sua fé é inabalável, ela acredita que pode ser salva de alguma forma. Depois das atrocidades que viveu, Madalena tinha tudo para se rebelar contra Deus, e até fez isso em determinado momento, mas não existe rancor em sua essência, vingança talvez...

O conto possui uma pesquisa histórica profunda, durante a leitura é possível visitar a Roma de séculos passados através da narrativa coesa e com fundamentos da autora. A descrição dos monumentos e lugares é coesa sem ser excessiva.

Através dos olhos e da história de Madalena, também faremos uma vista aos recantos mais negros da religião, aos segredos mais podres e fétidos que são escondidos a sete chaves, mas que uma hora em fim encontram uma brecha para fugir e chega aos ouvidos do povo.

Madalena me conquistou de primeira, e quando me vi, estava parando de ler, não porque tinha acabado, mas sim porque não queria que acabasse, agora fico aqui cheia de dúvidas e suspeitas torcendo pra que a amiguinha dê continuação a história da personagem e nos presenteie dando fim ao sofrimento de muitos leitores que aguardam ansiosamente os próximos capítulos de Madalena.

Se você gosta de bons vampiros,quando digo isso me refiro aos malignos, e leituras rápidas e instigantes, conheça a Madalena e se deixe levar pela escuridão e podridão de uma Roma desconhecida para muitos.


14 comentários:

  1. Não é um gênero que eu leio, mas ainda assim achei sua resenha incrivel! Parabéns! Voce conseguiu me deixar curiosa sobre a história.

    um beijo

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gosto de conto e a premissa dele me chama atenção, seja por todo trabalho de pesquisa, seja pela inovação dentro de um tema tão batido ultimamente.
    Espero ler e ser fisgada como você foi, sua empolgação é contagiante.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi BFF!
    Com certeza existem personagens que ficarão eternos na literatura, mas para os vampiros a competição é bem acirrada né? Bram Stocker e Anne Rice criou personagens tão fortes que fica difícil para os demais autores criarem bons vampiros. Mas pela sua resenha a Nana Garces consegui o feito! Madalena parece ser o tipo de vampira que será lembrada por muito tempo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Kelly.

    Eu gosto de livros sobre vampiros, fico fascinada por eles. Mas este livro eu não conhecia e por isso vou adicionar na minha lista. Ainda mais sendo um conto curto, vai dá para ler rápido. Parabéns pela dica.

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Menina, achei um arraso, a premissa é muito bacana e inovadora e o fato dela ser uma vampira religiosa foi genial demais.

    Eu adoro os clássicos vampirescos, então, tenho certeza que esse vai ser outro encanto! Adicionadissimo na lista, obrigada pela indicação!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Os vampiros são personagens que me conquistam em todas as histórias que leio. Amo saber mais sobre ele e ler histórias diferentes que envolvam esse personagem. Amei conhecer um pouco da história da Madalena e com certeza esse é um conto que vai entrar para minha lista de desejados.
    Amei a sua resenha e em breve estarei lendo.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. OOOiii, esse não é muito o meu gênero literário, mas achei a história bem interessante!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Kelly. Nossa, que pegada!
    Gosto muito quando a história consegue transportar a gente para o lugar em que se passa, mas confesso que também faço pausas na leitura para prolongar a sensação.
    Faz tempo que não leio algo relacionado a vampiros, fiquei curiosa sobre essa história.

    Beijos,
    Barb.
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Kelly!
    Eu era super viciada em tramas com vampiros, sempre foi os sobrenaturais que mais me agradaram. faz tempo que não leio nada no estilo e mesmo não gostando muito de contos fiquei com vontade de conhecer esse. Vou ler assim que tiver um tempo, vai que eu goste né!?

    Beijos,

    Rafa - Fascinada por Histórias

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bem?

    Faz tempo que não leio nada do tipo, na verdade, faz muitoooo tempo mesmo. Esse me chamou atenção pelo fato que parece ser muito bem escrito, vou anotar a dica, quem sabe eu não leio hihi <3

    Beijos,

    Tha,

    Um café e um livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas achei a capa LINDA demais. A narrativa parece muito boa e também sou louca por seres fantásticos, sempre deixam a história ainda melhor.
    beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oiii flor, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia a autora mas super me encantei com essa obra.
    Já vou pesquisar mais sobre ela, muito obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  13. Esse é um gênero que curto, amo historias com vampiros, mas esse conto chamou muito a minha atenção. Quero saber como o padre irá resolver com relação a Madalena.
    Beijos

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.