[Resenha] O Beijo Traiçoeiro #01 - Erin Beaty




O Beijo Traiçoeiro Livro 01 || Série: Traitor's #01 || Romance de Época , Romance , Fantasia , Jovem Adulto || Erin Beaty || Seguinte || 440 || 2017 


Sinopse: 
Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.

S
age Fowler tem 16 anos ed está na época certa para casar, mas esse de longe, é o último dos seus pensamentos, sua prioridade é liberdade, sair da casa do tio onde convive com tantas lembranças que a magoam.

Depois de ficar órfã de pai e mãe, Sage foi entregada ao seu Tio William, um nobre que tomou para si a responsabilidade de criá-la, mas nem tudo são flores, e apesar de ser um homem bom, Sage ainda é um peso, e visando isso, ele resolve entregá-la para a casamenteira Srta. Rodelle, se existe alguém que pode dar um futuro par Sage esse alguém é ela.

Prefiro cometer um erro sozinha a entregar meu destino nas mãos de outra pessoa.

Sage não esperava tanto esforço do tio, e muito menos ser aceita pela famosa que só casa jovens nobres e com nome, Sage não passa de uma plebeia que possui parentes importantes. Sua primeira reunião com a casamenteira é um desastre, a menina não nasceu para ser submissa, depois de ser renegada pela casamenteira por sua postura, Sage se sente culpada por poder influenciar na opinião da mulher sobre suas primas e assim resolve voltar para se desculpar. Mas o que ela não esperava era que a Srta Rodelle estivesse ansiosa para que ela recusasse o casamento, já que sua intenção desde o início foi tornar a menina sua aprendiz.

Quando Sage aceita, ela nem imagina o que virá pela frente!!! Ao embarcar na sua primeira viagem em direção ao Concordium, onde as noivas encontrarão seus pares, a garota não imagina a aventura que irá encontrar. Sage e as noivas ricas serão resguardadas pela guarda real, mas aquilo que parecia ser apenas uma missão de entrega, se torna bem perigoso, e Sage com sua perspicácia, acaba se tornando uma espiã dos soldados.

A sabedoria não vem só dos livros. Na verdade, quase não vem deles.

Termino esse livro com a sensação de ter feito uma leitura incrível é incomparável! Nunca fui tão enganada por uma escritora em toda a minha vida, e isso me tornou fã dessa mulher. Quero falar muito mais dele, mas sei que se não parar aqui vou acabar entregando toda a mágica escondida por detrás do enredo.

O beijo traiçoeiro é muito mais que um romance, é um embate político entre duas nações, e o papel da nossa protagonista nesse desfecho é crucial, além de encontrar o amor, Sage prova que a mulher da história não necessariamente precisa ser o elo fraco da obra, pelo contrário, ela é forte, astuta e possui uma inteligência admirável, surpreendendo não só o leitor mas o batalhão que acompanha suas noivas!!

Erin Beaty me cativou do começo ao fim da obra, e há muito tempo não passava a madrugada brigando com o sono por uma leitura. A mulher é incrível, sua narrativa é viciante e seu enredo é sagaz, com uma trama cheia de reviravoltas a autora te confunde e te surpreende na mesma medida, e quando os segredos são revelados seu maior desejo é voltar os capítulos se perguntando o que foi que deixei passar.

Parece impossível que coisas tão cruciais tenham passado por debaixo dos nossos olhos sem ser percebido, e aí esta a maestria da autora, de ludibriar e confundir o leitor bem debaixo do próprio nariz.

-Representamos vários papéis ao longo da vida… isso não faz com que todos sejam mentira. 

A edição da seguinte é linda, os personagens da capa não podiam representar melhor os nossos protagonistas, revisão e diagramação impecáveis. Amei cada minuto dessa leitura fascinante, agora só me resta esperar pelo segundo, que espero eu, não demore muito para chegar.

O beijo traiçoeiro é livro para mulheres que estão cansadas de mocinhas frágeis e indefesas, um livro que mistura uma ação de tirar o fôlego com uma personagem mais que admirável.



4 comentários:

  1. Oi.
    Mas como assim?
    Nunca li uma historia assim e com certeza estou bem curiosa para conhecer melhor os fatos.
    Necessito desse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!!!
      Essa foi a pergunta que ficou na minha mente no final kkkkkkkkk nunca fui tão enganada por um autor kkkkk a história é deliciosa e a autora leva a trama de uma forma surpreendente. Leia, você vai se surpreender.

      Excluir
  2. Oi BFF!
    Nunca um livro me pegou tão de surpresa como esse. Em geral eu sou boa para prever finais mas dessa vez fui totalmente surpreendida, e adorei!!!! Esse foi uma das melhores leituras de 2017, e já quero a continuação.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bff você me enganou kkkkkkkk me deixou ser enganada!!! Sacanagem... mas brincadeiras à parte sim, fazia muuuuuito tempo que não era enganada assim!!!

      Excluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.