[Resenha] A Garota no Gelo #01 - Robert Bryndza



A Garota no Gelo - Livro 01 || Que estranhos segredos ela esconde? || Série: Detetive Erika Foster #01 || Policial | Mistério e Suspense || Robert Bryndza || 336 || 2016 || Gutemberg 

Sinopse:
Seus olhos estão arregalados… Seus lábios estão entreabertos… Seu corpo está congelado… Mas ela não é a única.Quando um jovem rapaz encontra o corpo de uma mulher debaixo de uma grossa placa de gelo em um parque ao sul de Londres, a detetive Erika Foster é chamada para liderar a investigação de assassinato.A vítima, uma jovem e bela socialite, parecia ter a vida perfeita. Mas quando Erika começa a cavar mais fundo, vai ligando os pontos entre esse crime e a morte de três prostitutas, todas encontradas estranguladas, com as mãos amarradas, em águas geladas nos arredores de Londres.Que segredos obscuros a garota no gelo esconde? Quanto mais Erika está perto de descobrir a verdade, mais o assassino se aproxima dela.Com a carreira pendurada por um fio depois da morte de seu marido em sua última investigação, Erika deve agora confrontar seus próprios demônios, bem como um assassino mais letal do que qualquer outro que já enfrentou antes.

U
m corpo foi encontrado congelado em um lago atrás de um museu, a mulher, uma jovem bem apessoada e filha de uma família importante foi brutalmente torturada, os cabelos de suas têmporas foram arrancados, com as mãos amarradas e vários ossos quebrados,além do fato de suspeitarem de estupro, e é com esse caso que a Detetive Erika Foster irá voltar à ativa.

Erika é uma importante Detetive que acaba de assumir mais um grande caso após passar meses afastada. Ela perdeu seu marido em uma missão, foi assassinado brutalmente na sua frente, e desde então, Erika se sente sem rumo, perdida no tempo, mas talvez caçar um assassino seja tudo que ela precisa.

Além de procurar pistas e tentar desvendar o assassinato, a Detetive terá que lidar com a família da vítima, uma família importante que presa muito mais pela aparência do que pela solução do caso, e conforme as coisas vão sendo descobertas e as memórias da vítima vão sendo sujadas, Erika começa a enfrentar mais resistência e ter mais problemas com o caso que parece sem solução.

O caso parece fácil a primeira vista, e confesso que o autor conseguiu me deixar confusa e me surpreender ao revelar o verdadeiro assassino, mas ainda sim foi fraco! As peças não se encaixaram e o motivo não ficou bem explicado.

A escrita do autor é boa, gostosa e fluente, o fato de ser uma Detetive mulher melhora a visão da história, da autonomia ao feminino e muda o olhar sobre o caso. Erika é forte e não se deixa abater nem pela sua dor da perda e nem pela família da vítima que a ameaçam a todo momento. Mesmo sendo afastada, ela se mantém ativa e se recusa a deixar o caso de lado, confesso que ver a Erika se sair bem no caso foi o que me manteve na leitura.

Com uma equipe de peso, Erika, Moss e Peterson são excelentes juntos, e conforme as provas vão aparecendo e mesmo enquanto elas não fazem sentido, eles se mantém ligados aos acontecimentos, mas ainda sim não convenceu.

Fiquei esperando por uma explicação para que o assassino tivesse matado as outras vítimas, e não houve, aliás até aconteceu, mas ficou vaga e não convenceu, o psicopata em questão, possui uma preferência por mulheres morenas e prostitutas, sempre estupra e arranca os cabelos das têmporas da vítimas, isso pode ser visto como um comportamento abusivo por causa de algo do passado, mas nada foi dito, não houve explicação dos motivos do mesmo, fazendo com que o enredo não fechasse no final.

A narrativa é feita em terceira pessoa e em alguns momentos é possível acompanhar os passos do assassino, mas são poucos e não ajuda a despertar uma curiosidade sincera, já que ele pouco aparece, e em apenas um momento esta caçando uma vitima, mas seus passos não são bem acompanhados e explicados.

O livro é bom, mas não chega a ser ótimo, ainda sim para quem deseja conhecer o gênero é uma boa aventura! A equipe da Detetive prendem a atenção e fazem com que você finalize a leitura, eles realmente são bons e cativantes. Vou me arriscar no próximo volume e ver o que Erika Foster tem para mim.


Sinopse:
Do mesmo autor de A Garota No Gelo. A Detetive Erika Foster tem agora um desafio aterrorizante.
“A sombra saiu da escuridão e subiu as escadas silenciosamente. Para observar. Para aguardar. Para colocar em prática o que há tanto tempo planejava.”
Em uma noite de verão, a Detetive Erika Foster é convocada para trabalhar em uma cena de homicídio. A vítima: um médico encontrado sufocado na cama. Seus pulsos estão presos e através de um saco plástico transparente amarrado firmemente sobre sua cabeça é possível ver seus olhos arregalados.Poucos dias depois, outro cadáver é encontrado, assassinado exatamente nas mesmas circunstâncias. As vítimas são sempre homens solteiros, bem-sucedidos e, pelo que tudo indica, há algo misterioso em suas vidas. Mas, afinal, qual é o segredo desses homens? Qual é a ligação entre as vítimas e o assassino?Erika e sua equipe se aprofundam na investigação e descobrem um serial killer calculista que persegue seus alvos até achar o momento certo para atacá-los.Agora, Erika Foster fará de tudo para deter aquela sombra e evitar mais vítimas, mesmo que isso signifique arriscar sua carreira e também sua própria vida.

5 comentários:

  1. Enquanto ia lendo sua resenha podia jurar que estava assistindo a um episódio de Law & Order SVU ahahaha Adoro suspenses e sua resenha me deixou extremamente tentada a ler o livro. Não sabia que a Gutenberg publicava esse tipo de livro, agora fiquei bem curiosa <3

    nostalgiacinza.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laura!
      Lembra mesmo kkkkk por isso que o adoro o gênero! Então a Gutemberg publica sim, mas além deles eles utilizam o selo vestígio que é voltado para os romances policiais, aliás o terceiro está chegando esse mês ao Brasil.

      Excluir
  2. Oiee Kelly ^^
    Por mais que eu não seja muito fã de suspense, esse é um livro que eu ando querendo ler, pois vi que muita gente gostou. Uma pena que ele não tenha te agradado taaanto, mas eu realmente espero conseguir gostar dele, e espero não estar criando expectativas demais...hehe'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dhry!
      Ele é bom e bem gostoso, o problema é que depois de Karin Slaughter fica difícil se contentar com outros kkkkk

      Excluir
  3. Oi.
    Eu só escuto elogios a esse livro, mas é uma pena não ser ótimo.
    Amo livros sensualmente, fico tendo ideias mirabolantes de quem é o assassino.
    Adorei sua resenha, esta bem sincera e desenvolvida.
    Beijos

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.