[Resenha] Apenas um Dia - Gayle Forman




Título: Apenas um dia
Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 384



A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Oi oi turminha linda, como vocês estão? Depois de resenhar um livro tão complexo e desafiador, hoje trago para vocês um que eu estava muito ansiosa para ler: Apenas um dia. 



O livro conta a história de Allyson (ou Lulu dependendo a situação), uma garota de 18 anos que acabou de se formar no colegial e está prestes a ingressar no curso preparatório para a escola de medicina. Como presente de formatura, ela ganha de seus pais um turismo cultural pela Europa. 

Depois de passar por várias cidades históricas e conhecer o que até então ela só tinha visto em cartões postais, Allyson, sua melhor amiga Melanie e o restante da turma estão em Stratford-upon-Avon, a cidade natal de ninguém menos que Shakespeare, debaixo de um sol escaldante à espera de entrar no teatro para assistir a interpretação de uma de suas obras. 

Pouco antes de o espetáculo começar, as garotas são surpreendidas por uma trupe alternativa que as convida para assistir “noite de reis” de uma maneira completamente diferente. Vencidas pela curiosidade e impulsionadas pela beleza do ator, ambas dão um jeito de escaparem de Hamlet. Encenado à margem de um dos canais, Allyson se vê hipnotizada durante todo o espetáculo e quando ele por fim acaba a garota recebe um breve olhar do ator principal, algo que já lhe faz “ganhar a noite”. 

Na manhã seguinte à apresentação Allyson e Melanie embarcam em um trem rumo à Londres. Cansada demais por despertar tão cedo, Melanie pega no sono e Allyson faminta acaba indo até o vagão restaurante. Prestes a fazer seu desjejum, Allyson é surpreendida ao ficar diante do garoto da noite passada. 
Durante a curta viagem de trem, Allyson, agora chamada de Lulu por Willem, passando a conversar sobre tudo e nada ao mesmo tempo. Quando por fim param em Londres, Allyson se vê desejosa de conhecer Paris. Sem hesitar, Willem a convida para passarem um dia na cidade luz, e é então que Lulu comete sua primeira grande “loucura”. 
Depois de deixar sua bagagem em uma boate onde uma “amiga” de Willem trabalha, os dois sem veem livres, sem nenhum tipo de planos para as 24hrs que há pela frente, que os permite explorar a cidade mais apaixonada do mundo, que se revela uma verdadeira montanha-russa de emoções. 
Após passarem uma noite mais do que agradável dentro de uma galeria de arte à qual invadiram, Lulu acorda sozinha, em uma cidade estranha na qual não domina o idioma. As horas passam enquanto ela espera por ele e quando o medo à leva ao limite, Allyson foge de volta para a vida segura, deixando Paris para trás com muitas perguntas sem respostas. 
De volta aos Estados Unidos, sua vida segue exatamente como o planejado, exceto pelo fato de Allyson estar infeliz, cursando aulas das quais não lhe agrada e planejando um futuro exatamente como seus pais haviam planejado. 
Como uma expectadora que acompanha cada um dos passos de Allyson, arrisco-me a dizer que sua vida não passa de um filme em preto e branco, exceto pelas 24hrs em que esteve em Paris, vivendo tudo tão intensamente, sem planos ou expectativas. 
Após um choque de realidade uma pequena faísca se acende em Allyson e aos poucos a garota antes tímida e reclusa se abre a novos amigos e possibilidades, tornando-a uma pessoa melhor a cada página. 
A princípio a trama me incomodou um pouco, já que muitas vezes durante o período em Paris o livro me remeteu a outro (Onde deixarei meu coração), que tem alguns aspectos bem próximos a esse. Essa “má impressão” só durou até o ingresso de Allyson no curso preparatório. A partir deste ponto, o desenrolar da história se torna realmente adorável. 
Assim como em “Se eu ficar”, em “Apenas um dia” Gayle conseguiu me roubar o ar. Dessa vez não houveram lágrimas, mas ainda assim pude sentir cada um dos sentimentos que Allyson tinha em si, e apesar de julgá-la por certas decisões, nada impede que qualquer um de nós faça algo assim com nossa vida. 
O livro vai muito além de um romance. Recheado incertezas, descobertas, amor, dupla felicidade e acasos, Apenas um dia me tirou o sono, fazendo-me mergulhar de cabeça na história e só parar quando cheguei a ultima linha. Tendo um final em aberto, eu mal posso esperar para ler a sequência “Apenas um ano”, que agora é narrada do ponto de vista de Willem. 

Personagens secundários: Com alguns tendo um destaque e influência maior do que outros, cada um deles exerce um papel fundamental na história, no amadurecimento e nas decisões que Allyson toma, fazendo com que a cada página descubramos um pouco mais da garota. 

Capa e diagramação: A capa é simples, limpa e me faz pensar que foi tirada em uma das muitas viagens de trem que a personagem fez, porém, tenho que confessar que a modelo da capa não se parece em absolutamente nada com a Allyson que imaginei. Gostei bastante da nova capa, que combina a sequência. 
A diagramação é simples e delicada, e os capítulos são enfeitados com uma florzinha delicada que adorei. Em alguns, o número do capítulo vem acompanhado de uma localização, uma referência de onde os eventos estão acontecendo. Isso ajuda bastante caso o leitor seja uma Lulu e se perca de vez em quando. 

Quotes: 

— Eu me apaixonei. Existe uma enorme diferença, Lulu, entre ficar apaixonado e estar apaixonado.
(...)
— Não entendi.
— É preciso se apaixonar para estar apaixonado, mas se apaixonar não é o mesmo que estar apaixonado. Você já seu apaixonou? 

— Você acha que isso aconteceria? Simplesmente daríamos de cara um com o outro, por acaso?
Willem ergue as mãos para o céu.
— Teria que haver outro acaso. E bem grande.
— Ah, então você está querendo dizer que eu sou um acaso?
O sorriso dele se estica como um caramelo.
— Absolutamente. 

— Por ora, o tempo não existe. É o que Jacques disse… fluido?
— Fluido — repito, como um encantamento. Se o tempo pode ser fluido, então talvez algo que seja apenas um dia possa continuar para sempre. 

Comentários: Comecei a leitura repleta de expectativas, e apesar do tempo que eles viveram em Paris ter sido maravilhoso, acabei comparando-o com “Onde deixarei meu coração”, que tem uma pegada bem parecida. 
Acabei relevando porque de fato é só mais um clichê, mas Gayle soube como fazer meu interesse e admiração voltar. Leitura super recomendada para os viajantes, sejam eles de todos os tipos! 
Dei quatro estrelinhas e apesar da trilha sonora ter sido Coldplay, a mais tocada foi o cover de “The Scientist” na voz da Kina Grannis. 












31 comentários:

  1. OI Camila!
    Eu estava doida por esse livro, mas então vi que a menina é novinha, ganhou presente caro dos pais, se apaixonou e viajou com um cara que ela não conhecia... Coisas bem ficção, coisas que eu não faria e por isso, deixei de lado... mas, minha mãe pegou o livro, tá lendo e está adorando! hahaha
    Ela vai me contanto a história aos poucos, ainda ta na metade, mas ela tá gostando bastante!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!! =D
      Siim, a história da Alysson é bem louca, e cheia de coisas que eu também não faria. Acho até que foi por isso que gostei tanto, vivi as emoções através dela hahahaha
      Avise-a para não surtar quando o livro chegar ao fim, estou quase roendo as unhas querendo a continuação hahahaha
      Bjos

      Excluir
  2. Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, porém o que mais gostei no livro foi saber que a Allyson é louca e faz tudo o que tem vontade de fazer, sem se importar com quem é contra. Além disso, o livro nos dá a oportunidade de acompanhar o seu amadurecimento a cada página lida. Adorei bastante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luis!
      Na verdade a Allyson é o completo oposto do que você descreveu, e essa garota livre foi meio que um lapso momentâneo, que depois acabou por se tornar algo permanente.
      Eu amei ver o amadurecimento dela, e a maneira como a relação com a família foi mudando conforme ela se tornava mais e mais independente.
      Bjos

      Excluir
  3. Que resenha linda, Camila.
    Incrível como esses romances meio clichês ainda conseguem nos ganhar e chamar nossa atenção.
    Eu pelo menos acabo gostando muito deles.
    Ainda mais os que não nos fazem chorar.
    Curiosa para ler...

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora, obrigada!! =D
      Sim, por mais clichê que seja, sempre tem um "quê" que o diferencia dos demais.
      Aaaa, eu gosto dos livros de chorar, principalmente se ja estou emocionalmente sensível hahahahaha, "se eu ficar" me drenou.
      Leia sim, acho que você vai adorar ;)

      Excluir
  4. Olá
    Nunca parei para ler uma resesnha desse livro, pois não me chamou atenção a capa. Mas lendo a sua, descobri uma historia linda e que apesar de ser clichê ainda consegue despertar a vontade de ler.
    Allyson me impressionou pelo fato de ela viajar com pessoa que ela acabou de conhecer, que depois some (JÁ NÃO GOSTEI DELE hahaha...)
    O mais interessante são os personagens secundarios terem uma importancia maior para historia.
    Ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thamires!!
      Fico muuito feliz de saber que com a minha humilde opinião você se animou a ler a resenha. Confesso que acho essa capa bem feinha, e por isso estou revoltada com a NC que relançou com uma capa linda, que por sinal combina com "apenas um ano" que ainda vai ser lançado.
      Também apreciei demais a Allyson tendo toda essa atitude de espírito livre.
      Aposte na leitura ;)
      Bjos

      Excluir
  5. Ainda não li nada dessa autora, mas esse está entre os meus desejados porque me apaixonei pela sinopse logo de cara e depois vi muita gente elogiando o livro. A trilha parece muito boa, também. Acho que vou gostar bastante. Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cecília, obrigada!!
      A Gayle me conquistou, até o momento não tenho nada a reclamar dos livros dela.
      Espero que você possa ler esse logo, depois vem me contar o que achou ;)
      Bjos

      Excluir
  6. Eu nunca li nada da Gayle, mas pelo visto ela tem uma ótima escrita, pois pela sua resenha, a narrativa é bem intensa e cheias de acontecimentos marcantes. Curti muito, espero ter a oportunidade de ler algo em breve. Bjs

    http://territorio6.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gleyse!!
      Minha primeira leitura da Gayle foi "se eu ficar". Foi amor à primeira lágrima. O mulher boa de mexer com o psicológico da gente, viu!? koakoakoako
      Nesse não tem choro, mas nem por isso a história é menos intensa. Vale a leitura.
      Bjos

      Excluir
  7. Parece ser maravilhoso em, imagino-me no lugar dela, hoje só eu sei qual é a alegria de trilhar meu próprio caminho. Achei super legal.
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paola!
      A Gayle consegue consegue descrever com riqueza de detalhes e fluidez cada um dos lugares que a Allyson passa. Amei "visitar" Paris pelos olhos da Lulu ;)
      Bjos

      Excluir
  8. Olá *-*
    Ainda não li Se eu Ficar,então não tenho como dizer que sei como é a escrita da autora.
    Todos estão falando bem dela e todas as resenhas que eu li,tanto de Se Eu Ficar como de Apenas Um Dia foram positivas,tenho medo de criar muitas expectativas e acabar me frustrando na leitura,ler algo dela está na minha lista do que fazer esse ano.
    Estava escutando Magic hoje enquanto lia Redimida <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaynne!!
      Confesso que essa é uma das poucas vezes que crio expectativas e não me frustro. Li "se eu ficar" depois de ver o trailer do filme, me encantei com a história e fui em busca do livro. A partir daí, como ja conhecia a escrita dela, meio que me joguei de cabeça nesse, e mais uma vez, nada que reclamar.
      Espero que você goste tanto quanto eu, os livros são realmente muito bons.
      Aaaa diz ai, é bom demais ler com trilha sonora neh!? ;)
      bjos

      Excluir
  9. Olha essa capa me passou uma certa tranquilidade... como se eu estivesse ali!
    Não tenho muito desejo em ler esse livro, quem sabe um dia...
    Sabe, não sou muito fã de romances e histórias clichês não :\

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovanna!
      Essa capa é tranquila até demais, na minha opinião. Gostei mais da que usaram no relançamento.
      Espero que você de oportunidade para ele em algum momento, é muito bom.
      Heey, conta pra mim, qual seu gênero preferido e deixe uma sugestão de resenha ;)

      Excluir
  10. Esse é um livro que já tem um tempo que quero ler.
    Confesso que o desenrolar da história, de acordo com sua resenha, é bem diferente do que eu imaginava (o que pode ser bom ou ruim ><).
    Não gosto de "E se ", mas aprecio o acaso. Me vejo em uma situação semelhante a da Allyson (bem que poderia acontecer uma viagem para a Europa para mim também =P), então a identificação seria certa.
    O fato de darem tanta ênfase na aparência dos personagens me incomoda um pouco, contudo não creio que será prejudicial.
    Gostei muito da capa e apreciei a história, sendo assim, o livro continua na minha lista de leitura \o/.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joice!!
      Pois saiba que fiquei muito feliz de saber que depois de ler a resenha o livro continua na sua lista de leitura.
      No meu ponto de vista o desenrolar foi bom e até surpreendente, de certa forma, gostei bastante.
      A ênfase na aparência dos personagens faz com que certos momentos do livro sejam engraçados, vai por mim ;)
      Depois me conta o que achou ^^
      Bjos

      Excluir
  11. Olá, muitas pessoas já me recomendaram esse livro, eu li outro livro da autora e gostei bastante da escrita da gayle, mas ainda estou em duvida quanto a esse livro!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela!!
      Se você ja conhece a escrita dela e gostou, acho que meio caminho já foi percorrido. Se arrisque na leitura, você pode descobrir uma história muito interessante nessas páginas ;)
      Bjos

      Excluir
  12. Sinceramente desde que vi essa obra como lançamento, odiei a capa de primeira e por isso fico evitando ler. Mas depois de vê sua resenha e perceber que a história realmente é bem doida, eu me animei kkkkk sério. As vezes faz bem ler coisas assim, não que eu faria as coisas que ela faz, mas gosto de imaginar como seria viver aventuras assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Liih!!
      Aquela história de "não julgue um livro pela capa" se encaixa perfeitamente nesse caso. Achei ela bem sem graça, talvez até por isso a NC resolver fazer uma outra edição com a capa diferente, que por sinal valorizou e mostrou muito mais do livro.
      Acho que justamente por ser algo tão distinto do nosso comportamento é que nos identificamos. No fundo, todos gostaríamos de fazer algo assim, nem que fosse por "Apenas um dia" ;)
      Bjos

      Excluir
  13. Sinceramente, o meu primeiro contato com a escrita da Gayle Forman foi com Se Eu Ficar, e não foi tudo que eu imaginava. Tinha uma alta expectativa sobre a história, e acabei de decepcionando feio. Apesar disso, estou bem interessada na sinopse desse livro, achei a trama interessante, e estou disposta a dar mais uma chance para a autora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrini!
      "Apenas um dia" é o completo oposto de "Se eu ficar". A carga emocional é mais leve, os problemas são outros e a trama é completamente diferente. Confesso que amei os dois, cada um a sua maneira, então sugiro que tente esse. Pode ser que você goste mais do que o outro ;)
      bjos

      Excluir
  14. Agora fiquei me perguntando o que aconteceu com o Willem naquele dia,como ele abandona a menina assim no meio da cidade?.Adoro esse tipo de leitura despretensiosa onde acompanhamos o desenvolvimento da personagens e de suas inseguranças e incertezas.Já quero mergulhar da vida de Ally e também na do Willem.E só pela sua descrição não achei a Allyson parecida com essa mulher da capa também,na verdade nunca acho o personagem parecido com o modelo da capa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia!!
      Confesso que me fiz essa pergunta boa parte de livro, e na outra parte ficava "sério que você vai se contentar com a dúvida Allyson?".
      Fiquei muuito feliz e orgulhosa dela quando ela "acordou", até porque isso não parece fazer o tipo do Willem, ele é bem fofo ^^
      A garota da capa tem cara de mosca morta, a Lulu é mais interessante.
      bjos

      Excluir
  15. Oi Mila!
    Nunca li nada da Gayle acredita? Teve toda aquela frebe de Se eu ficar mas o livro não me chama atenção.
    Já esse, apesar de parecer bastante clichê, me atraiu bastante, ainda mais por passar na Europa. Confesso que gostei muito da protagonista, parece ser aquele tipo que começa o livro te deixando com o pé atras mas que depois te conquista por inteiro.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    ummundochamadolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo!! =D
      Acredito!! hahahahahha Também evito livros que estão muito evidentes, não por frescura, mas porque acabo criando expectativa e me frustro, mas isso não aconteceu com a Gayle em nenhuma das vezes.
      Aaaa, a Europa é um lugar de sono né!? Queria eu estar me aventurando pelas ruas de Paris como ela hahahahaha
      Sim, a Allyson muda muito ao longo da trama, e acompanhar o amadurecimento dela é muuito legal. Vale a leitura.
      Se por um acaso resolver ler, me conta o que achou ;)
      Bjs

      Excluir
  16. Oi Milla!
    Gayle Forman é incrível, né? Fiquei apaixonada por Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi e ainda não li Apenas Um Dia por total falta de tempo. Mas toda resenha do livro que leio são muito positivas, assim como a sua, então tenho certeza que vou amar! ☺

    B-jussss!
    http://www.quemlesabeporque.com/

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Muito obrigada pelo seu comentário, sua visita é muito importante para o Paraíso!!
Volte sempre

Tecnologia do Blogger.